sábado, 3 de junho de 2017

Tardia atitude judicial...

http://www.valor.com.br/politica/4990304/pf-prende-ex-presidente-da-valec-em-goias

Vamos ver se a Justiça é firme... !

http://www.valor.com.br/politica/4991264/procuradores-pedem-firme-punicao-de-lula-no-caso-do-triplex

Liga dos Campeões da Europa...! A decisão é hoje!

http://globoesporte.globo.com/futebol/liga-dos-campeoes/noticia/que-rei-sou-eu-plebeu-buffon-ameaca-cetro-de-ouro-de-cr7-na-terra-dos-castelos.ghtml

Retrato 3X4 do Brasil... !

http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/jovem-de-19-anos-foi-queimada-viva-por-divida-com-trafico-diz-policia-de-brusque-sc.ghtml

Um momento para conhecer o Brasil... O que vai acontecer ? Vamos ver!

http://g1.globo.com/pr/parana/noticia/mpf-reforca-pedido-de-condenacao-do-ex-presidente-lula-no-processo-do-triplex-em-guaruja.ghtml

sexta-feira, 2 de junho de 2017

O Político como mercadoria... da JBS!

http://avaranda.blogspot.com.br/2017/06/nunca-houve-nem-havera-criminosos-como.html?m=1

Nunca houve nem haverá criminosos como os irmãos Joesley e Wesley Batista, os controladores da J&F. Escrevi em meu blog que eles não se fizeram poderosos vendendo boi, frango ou porco. Sua principal mercadoria é gente! Eles se tornaram multibilionários traficando a carne barata dos brasileiros "pobres de tão pretos e pretos de tão pobres", como já cantaram Gilberto Gil e Caetano Veloso, que agora virou animador de comícios golpistas.

Há forte nevoeiro no destino do Brasil... Fernando Gabeira

http://avaranda.blogspot.com.br/2017/06/as-ilusoes-perigosas-fernando-gabeira.html?m=1

A Constituição é uma bússola, mas segui-la apenas não supera todos os obstáculos do caminho. Não há nada na Constituição, por exemplo, que impeça a escolha de um idiota para o cargo de presidente. Da mesma maneira, a Constituição não nos protege das tentativas do governo de controlar e bloquear as investigações da Polícia Federal (PF). Falta nela um dispositivo que garanta a autonomia da PF, para protegê-la desses ataques

terça-feira, 30 de maio de 2017

O Brasil está sempre previsível... Hoje acontecerá mais um exemplo de mais do mesmo!

http://g1.globo.com/politica/noticia/comissao-deve-votar-reforma-trabalhista-nesta-terca-oposicao-quer-obstruir.ghtml

A Liberdade existe... ?


segunda-feira, maio 29, 2017

Idiotas da tecnologia se julgam livres porque trabalham usando WhatsApp - 

LUIZ FELIPE PONDÉ

FOLHA DE SP - 29/05
A primeira vez que ouvi a expressão "cansaço dos materiais", de um amigo engenheiro, me pareceu muito peculiar, uma vez que significa que pontes, cimento, prédios, ferros se cansam. Se eles, que são indestrutíveis, se cansam, que dirá nós.

Achei, com o tempo, que se tratava de uma expressão de rara elegância. Até os átomos ficam de saco cheio de viver na função de ser átomo. Uma ponte cansa de ser ponte, um prédio de ser prédio, uma viga de ferro de ser viga de ferro. Pareceu-me ser este cansaço indício de que exista um Deus. E que os materiais foram feitos também à sua imagem e semelhança. E que não haveria um Deus mais sincero do que um Deus cansado do que criou.

Somos um mundo fadado ao cansaço, mas sem direito a ele. O imperativo do sucesso é a prova de que nosso mundo está condenado. O simples fato de que o normal, esperado e necessário, é o crescimento econômico eterno já nos devia fazer duvidar do que fazemos todo dia.

Você é uma daquelas pessoas que pensam ter resolvido esse problema só porque tem tempo de ir a pé para o trabalho? Ou come sem pressa de manhã porque esse hábito em nada vai alterar sua capacidade de consumo? Bem, se você for uma dessas pessoas, ou é rica ou não tem qualquer possibilidade de sobreviver (e nesse caso não estaria me lendo nesse exato instante, estaria passando fome em algum lugar), ou vive só com muito pouco e jamais deixará de ser só porque faz parte da cultura single (hoje em dia o marketing dá nomes em inglês para justificar seus custos, tipo "cozinhar em casa" virou "comida comfort"), ou seu pai paga pra você não ter pressa de manhã e você fará duas pós-graduações, uma em Nova York e outra em Barcelona.

Não há saída dessa economia non-stop. Quer saber por que não há saída? É fácil descobrir. Venha comigo. Quem pode abrir mão de wi-fi, cultura mobile, Airbnb, aviões cada vez mais seguros, direitos civis cada vez mais definidos, hospitais cada vez mais equipados, exames laboratoriais cada vez mais precisos, Netflix, gente fácil pra fazer sexo sem encher o saco depois, bikes cada vez mais leves, crianças cada vez mais caras e da cidade de Gonçalves como paradigma de gente bacana, tolerante e cool (esse tipo de gente custa muito caro)?

Ninguém abrirá mão dessas coisas, e muitas outras —a lista é interminável e cansativa, então não vou insistir nela.

Nunca houve na Terra uma geração de jovens mais cansada e sem futuro. Claro que falam muito deles como estrelas high-tech. Uma mistura de high-tech com sensibilidade vegana. Pais babam quando bebês colocam os dedinhos na tela do iPhone 7 e sorriem. Como são inteligentes esses pequenos!

Ouço constantemente de jovens que eles são narcisistas, intolerantes com pessoas reais (e tolerantes com rúculas, baleias e crianças na África), ansiosos e arrogantes porque nós lhes legamos um mundo em chamas. Um mercado de trabalho incerto os acompanha há algum tempo. Alguns idiotas da tecnologia acham que o Chatbot fará um mundo melhor graças a sua brilhante inteligência artificial. O novo gozo é com o "algoritmo", mas o que ele vai fazer mesmo é destruir empregos na velocidade da luz. Esses idiotas da tecnologia se julgam mais livres porque trabalham pelo WhatsApp em casa no domingo.

Mas como escapar dessa economia frenética, se o Waze e o Uber são formas de algoritmo, e se sem esses dois as pessoas bacanas não existem? E temos que criar algoritmos cada vez melhores e mais rápidos e mais precisos para termos mais gente superbacana.

Todos os que afirmam ser possível escapar desse frenesi da produção têm um neurônio a menos. Faça um teste e liste o que você considera essencial pra sua vida. Sem mentir, tá? Se pegar um celular na mão, desista de qualquer utopia, você já perdeu a partida porque esse seu celular "cool", provavelmente, depende de salários baixos em algum elo da cadeia produtiva, do contrário ele seria ainda mais caro do que é.

A China venceu. Você compra roupa "cool" feita por mão de obra quase escrava sem culpa porque no Facebook xinga o Trump e acha o Haddad um grande estadista.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

A Esquerda quer 'passar a perna' na sociedade brasileira com acordo que livra políticos envolvidos na Lava Jato e mais... permanece com o desaforado foro privilegiado !


Acordo sobre sucessão livra Lula e Temer de Moro, diz jornal

Acordo costurado por parlamentares prevê eleição indireta com aprovação do Senado e Câmara e extensão do foro privilegiado, segundo 'O Estado de S. Paulo'

Um grupo de parlamentares articula um modo de fazer a sucessão de Michel Temer na presidência por meio de eleições indiretas num acordo que envolveria livrar Lula e o atual presidente e das mãos de Sérgio Moro na Operação Lava Jato. As informações são de reportagem do jornal O Estado de S. Paulo publicada neste sábado. O plano também alteraria a reforma da Previdência e uma nova assembleia Constituinte.

O Brasil está sem reservas morais...

http://g1.globo.com/politica/noticia/citado-na-operacao-carne-fraca-serraglio-sera-responsavel-por-combate-a-corrupcao-na-cgu.ghtml


Citado na Carne Fraca, Serraglio chefiará combate à corrupção se assumir CGU

Convidado por Temer para o Ministério da Transparência, ele poderá trocar de cadeira com Torquato Jardim, crítico da Lava Jato. Serraglio foi flagrado em grampo com líder de esquema de corrupção.

O ministro da Justiça, Osmar Serraglio, durante entrevista no Palácio do Planalto (Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil)O ministro da Justiça, Osmar Serraglio, durante entrevista no Palácio do Planalto (Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil)
O ministro da Justiça, Osmar Serraglio, durante entrevista no Palácio do Planalto (Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil)




Indicado pelo presidente Michel Temer para o comando do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU), o ministro Osmar Serraglio (PMDB-PR) foi citado e flagrado em grampo da Operação Carne Fraca, que apura um esquema de pagamento de propinas envolvendo frigoríficos e fiscais do Ministério da Agricultura. À frente da CGU, uma das principais atribuições de Serraglio será o combate à corrupção na administração pública federal.
A pasta é responsável no governo federal por ações de prevenção e combate à corrupção, auditoria pública e ampliação da transparência da gestão pública.
Osmar Serraglio deve deixar a chefia do Ministério da Justiça para assumir a cadeira de ministro da Transparência. Ele, entretanto, ainda não confirmou publicamente se aceitará mudar de endereço na Esplanada dos Ministérios ou se vai preferir retomar o mandato de deputado federal.
Para o lugar de Serraglio na Justiça, o presidente da República nomeu neste domingo (28) Torquato Jardim, jurista e ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que estava até então na chefia do Ministério da Transparência. Ele é amigo de Temer há mais de três décadas.
Segundo a colunista do G1 Andréia Sadi, Serraglio disse a peemedebistas que vai avaliar nesta segunda-feira (29) se aceita o convite para assumir o Ministério da Transparência.
Osmar Serraglio apareceu em um dos grampos da Operação Carne Fraca. Na ligação, o agora ex-ministro da Justiça fala com um dos líderes do esquema investigado pela Polícia Federal, o ex-superintendente regional do Ministério da Agricultura no Paraná Daniel Gonçalves Filho.
Ele chama o ex-superintendente de “grande chefe” na conversa telefônica interceptada pelos agentes federais e fala sobre a ameaça de fechamento de um frigorífico.
Leia a transcrição da conversa:
http://g1.globo.com/politica/noticia/citado-na-operacao-carne-fraca-serraglio-sera-responsavel-por-combate-a-corrupcao-na-cgu.ghtml

domingo, 28 de maio de 2017

Os políticos estão enchendo o saco da população brasileira...



AS RUIDOSAS GALERIAS E OS RUINOSOS SUSSURROS DOS PEREGRINOS ENGRAVATADOS

por Percival Puggina. Artigo publicado em 

De todos os lados entram nos meus grupos de whatsapp e na caixa de e-mails cópias de um vídeo contendo discurso do deputado federal Pedro Cunha Lima, filho do senador Cassio Cunha Lima e campeão de votos em seu Estado. Praticamente desconhecido fora da Paraíba, com uma fala de poucos minutos virou celebridade nacional.
Com voz calma, sem excessos retóricos, listou obviedades. Fez afirmações que frequentam cada mesa de família, boteco, programa de rádio ou carta de leitor aos jornais. Há tal sintonia entre suas afirmações e o sentimento dos cidadãos de todas as classes sociais, inclinações políticas, níveis intelectuais e faixas etárias, que todos, ao ouvi-lo, se percebem representados. E se põem a repassar o discurso aos seus círculos de relação.
Um representante que representa virou fenômeno! Um deputado de presença discreta na Câmara ganha justa notoriedade em cinco minutos, apenas com afirmações sensatas e verdades incontestáveis, mas raramente condensadas e proferidas por nossos políticos.
O jovem Cunha Lima simplesmente disse:
1. que é preciso reformar a máquina pública;
2. que não se pode fazer ao trabalhador rural exigências das quais se isenta a elite política do país;
3. que não é o povo que tem que obedecer aos políticos, mas os políticos que devem obediência ao povo;
4. que está enganado quem pensa que o povo continuará tolerando isso e que todos se acalmarão com o simples escoar dos dias;
5. que auxílio moradia deve ser para quem não tem casa e auxílio alimentação para quem não tem alimento, jamais para quem recebe bons vencimentos e subsídios;
6. que haver um servidor com a tarefa de ajeitar a cadeira onde cada ministro do STF senta é símbolo de um tempo que passou;
7. que é populista, dissimulada e enganadora a atitude dos deputados contrários à reforma trabalhista que silenciam diante da necessária reforma da máquina pública;
8. que o Congresso deveria parar por 15 dias, se necessário, e tratar dessa reforma, em regime de urgência e votação de urgência;
9. que só então terá o Congresso apoio popular e legitimidade para fazer as demais reformas tão importantes para a vida nacional.
Aí está, esquematicamente, 100% do conteúdo abordado pelo deputado (os poucos minutos do discurso podem ser assistidos aqui). Há algo muito errado num país em que semelhantes obviedades ganham brilho, arrancam aplausos nacionais e “viralizam” nas redes sociais. 
É preciso afirmar e voltar a afirmar às lideranças políticas que a nação clama por exemplos que venham de cima. Num país com pretensões de justiça e democracia, nem mesmo em período de abundância (coisa que nunca houve fora do Brasil ficcional e dos discursos demagógicos) se justificam demasias como as que são reservadas a setores muito bem identificados nas instituições do Estado. Menos ainda é possível admiti-las em momentos como este, de grave crise fiscal. No entanto, quando se trata de privilégios, o Congresso Nacional só ouve as ruidosas galerias e os peregrinos engravatados que sussurram nos gabinetes, dizendo-se portadores dos mais legítimos anseios e direitos. Estranha democracia, essa, em que as minorias comandam o show e se sobrepõem à nação, destinatária compulsória de todas as contas.
Os que se omitem ante a reforma da máquina pública (e das instituições) estão a serviço dos inimigos da democracia e de todas as reformas porque o Estado que lhes convém é exatamente esse que está aí, destrambelhado e injusto. Tão óbvio quanto o importante discurso do deputado paraibano: a reforma da máquina pública equivale a um contrato social com a justiça e com o direito. Vale, também, por uma faxina. Casa bem higienizada não abriga formigas, ratos e baratas.
________________________________
* Percival Puggina (72), membro da Academia Rio-Grandense de Letras, é arquiteto, empresário e escritor e titular do site www.puggina.org, colunista de Zero Hora e de dezenas de jornais e sites no país. Autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; Pombas e Gaviões; A tomada do Brasil. integrante do grupo Pensar+.

O Brasil é o paraíso da impunidade!

https://www.newsatual.com/2017/05/24/caixa-preta-do-bndes-auditoria-no-tcu-expoe-escandalo-de-r-12-trilhao-que-sumiu-do-bndes/

É pouco, é razoável, é muito...?

J&F oferece R$ 8 bi para fechar acordo de leniência, mas MPF pede R$ 10,9 bilhões. Veja mais no UOL. Acesse: http://uol.com/bfkcZS

O Brasil tem terrorismo porque tem terroristas / Jornal Livre


Atos terroristas que aconteceram ontem, 24, em Brasília, foram planejados dentro da Câmara em conjunto com políticos da extrema-esquerda. 

Com informações do ILISP.
O deputado petista José Guimarães divulgou no seu Twitter uma foto, que mostra uma reunião na Câmara dos Deputados, na tarde da última terça-feira, para tratar da organização dos atos terroristas.
Participaram da reunião os deputados federais Assis Melo (PCdoB), Enio Verri (PT), Glauber Braga (PSOL), José Guimarães (PT), Orlando Silva (PCdoB) e Paulo Teixeira (PT), além do senador Humberto Costa (PT) e o líder terrorista Guilherme Boulos, do MTST. O senador petista também divulgou uma foto do encontro em seu Twitter.

"Brasil, faça sua delação" / Guilherme Fiuza

http://avaranda.blogspot.com.br/2017/05/operacao-carne-muito-fraca-guilherme.html?m=1

"Brasil, faça sua delação" / Guilherme Fiuza

http://avaranda.blogspot.com.br/2017/05/operacao-carne-muito-fraca-guilherme.html?m=1

"Crueldade refinada" / Venezuela

http://www.eluniversal.com/noticias/opinion/venezuela-crueldad-refinada_653350