sexta-feira, 28 de março de 2014

Dois vídeos no You Tube que falam mal do Brasil e da Copa do Mundo...


http://youtu.be/ZApBgNQgKPU 

http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/uma-cineasta-brasileira-desmontou-em-seis-minutos-a-vigarice-bilionaria-forjada-pelos-organizadores-da-copa-da-ladroagem/

http://youtu.be/Tb7cAwd-cSI 

Charge de Chico Caruso

Enviado por Ricardo Noblat - 
28.3.2014
 | 10h30m
HUMOR

A charge de Chico Caruso


A privatização do passado....!!! Reinaldo Azevedo

sexta-feira, março 28, 2014


REINALDO AZEVEDO: 1964 JÁ ERA! VIVA 2064!

O artigo do jornalista Reinaldo Azevedo na Folha de S. Paulo desta sexta-feira está perfeito e irretocável e por isso decidi publicá-lo na íntegra aqui no blog. O resto do jornalão está consagrado a noticiar os arroubos delirantes e desesperados dos petistas em decorrência do escândalo da Petrobras.
O título do post é o original do artigo. Vale a pena ler.
1964 já era! Tenho saudade é de 2064! Os historiadores podem e devem se interessar pelos eventos de há 50 anos, mas só oportunistas querem encruar a história, vivendo-a como revanche. Enfara-me a arqueologia vigarista. Trata-se de uma farsa política, intelectual e jurídica, que busca arrancar do mundo dos mortos vantagens objetivas no mundo dos vivos.
A semente do mensalão está nos delírios do Araguaia. O dossiê dos aloprados foi forjado pela turma que roubou o "Cofre do Adhemar". Os assaltos à Petrobras foram planejados pelas homicidas VAR-Palmares, de Dilma, e ALN, de Marighella. A privatização do passado garante, em suma, lugares de poder no presente e no futuro. Os farsantes apelam à mitologia para reivindicar o exclusivismo moral que justifica seus crimes de hoje. Ladrões se ancoram na gesta da libertação dos oprimidos. Uma solene banana para eles, com seus punhos cerrados e seus bolsos cheios!
Quem falava em nome dos valores democráticos em 1964? Os que rasgaram de vez a Constituição ou os que a rasgavam um pouco por dia? Exibam um texto, um só, das esquerdas de então que defendesse a democracia como um valor em si. Uma musiquinha do CPC da UNE para ilustrar: "Ah, ah, democracia! Que bela fantasia!/ Cadê a democracia se a barriga está vazia?" Para bom entendedor, uma oração subordinada basta. A resposta matou mais de 100 milhões só de... fome!
Nota desnecessária em tempos menos broncos: respeito a disposição dos que querem encontrar seus mortos. Eu não desistiria enquanto forças tivesse. Mas não lhes concedo a legitimidade, menos ainda a alguns prosélitos disfarçados de juristas, para violar as regras do Estado de Direito. A anistia, por exemplo, não está consignada apenas na lei nº 6.683. O perdão --não o esquecimento-- é também o pressuposto da Emenda Constitucional nº 26 (ow.ly/v4ZK9), de 1985, que convocou a Assembleia Nacional Constituinte. Vamos declarar sem efeito o texto que nos deu a nova Constituição? A pressão em favor da revogação da anistia e a conversão da Comissão da Verdade --se estatal, ela é necessariamente mentirosa-- num tribunal informal da história ignoram os pactos sobre os quais se firmaram a pacificação política do país.
Digam-me: onde estávamos em 1985? Revivendo a repressão de 1935, que se seguiu à "Intentona Comunista"? E em 1987? Maldizendo os 50 anos do Estado Novo? E em 1995, celebrando o seu fim? Estado Novo? Eis a ditadura que os "progressistas" apagaram da memória. Um tirano como Getúlio Vargas foi recuperado pelas esquerdas para a galeria dos heróis do anti-imperialismo e serve de marco, segundo os pensadores amadores, para distinguir "demófobos" de "demófilos".
Ilustro rapidamente. Entre novembro de 1935 e maio de 1937, só no Rio, foram detidas 7.056 pessoas. Todas as garantias individuais estavam suspensas. Dois navios de guerra foram improvisados como presídios. Em 1936, criou-se o Tribunal de Segurança Nacional, que condenou mais de 4 mil pessoas --Monteiro Lobato entre elas. Mais de 10 mil foram processadas. A Constituição de 1937 previa a pena de morte para quem tentasse "subverter por meios violentos a ordem política e social". Leiam o decreto nº 428, de 1938, para saber como era um julgamento de acusados de crime político. Kim Jong-un ficaria corado. A tortura se generalizou. No assalto ao Palácio da Guanabara, promovido por integralistas em maio de 1938, oito pessoas presas, desarmadas e rendidas foram assassinadas a sangue frio, no jardim, sem julgamento, por Benjamin e Serafim Vargas, respectivamente irmão e sobrinho de Getúlio. No dia 9 de novembro de 1943, a Polícia Especial enfrentou a tiros uma passeata de estudantes da Faculdade de Direito do Largo São Francisco, com duas vítimas fatais. Tudo indica que os mortos e desaparecidos do Estado Novo, sem guerrilha nem ataques terroristas, superaram em muito os do regime militar. Nunca se fez essa contabilidade. Nesse caso, a disputa pelo presente e pelo futuro pedia que se escondessem os cadáveres.
Getúlio virou um divisor de águas ideológicas na história inventada pelos comunistas, oportunistas e palermas e é o pai intelectual de João Goulart, o golpista incompetente deposto em 1964. Antes, como agora, "eles" sabem como transformar em heróis seus assassinos. A arqueologia do golpe é um golpe contra o futuro. Viva 2064! Da Folha de S. Paulo desta sexta-feira

quinta-feira, 27 de março de 2014

Professora mostra doutrinação comunistas nas escolas... Em Santa Catarina


PROFESSORA ANE CAROLINE QUE DENUNCIOU 

DOUTRINAÇÃO COMUNISTA NAS ESCOLAS DE SANTA CATARINA DETONA EM VÍDEO ARGUMENTOS DA DEPUTADA DO PT

A professora catarinense Ana Caroline Campagnolo, que recentemente denunciou a doutrinação comunistas nas escolas públicas do Estado de Santa Catarina, em vídeo postado no YouTube, surpreendeu-se pelo fato de que pais de alunos encaminharam o vídeo ao deputado Kennedy Nunes. Por sua vez o parlamentar, ao ver o vídeo, considerou a denúncia tão importante que resolveu levar ao conhecimento de seus pares na Assembléia Legislativa.

Isto foi o bastante para deixar irados os esquerdistas com assento na Assembléia catarinense. A denúncia da professora Ana Caroline Campagnolo, muito bem fundamentada, explodiu como uma bomba quando o deputado projetou o vídeo em plenário. Pôs a nu a trágica realidade do ensino público catarinense, cuja base teórica se assenta nas pregações de três vigaristas psicopatas históricos: Karl Marx, Antonio Gramsci e Paulo Freire, ou seja, o pai do comunismo, seu filhote italiano e um embusteiro brasileiro, aliás responsável pelo tremendo atraso da educação brasileira. 

O fato suscitou um discurso de viés tipicamente histérico por parte da deputada Luciane Carminati do PT. Como a professora Ana Caroline Campagnolo até hoje não foi convidada pela Assembléia para de viva voz apresentar seus argumentos, ela mesma resolveu fazer uma réplica em vídeo que acaba de ser postado no YouTube, conforme pode ser visto aí acima.

Endosso as advertências e o candente apelo formulado pela professora Ana Caroline, aos pais das crianças: não abandonem seus filhos nas mãos desses tarados ideológicos do PT. Não são professores, são doutrinadores comunistas cuja missão é transformar as crianças em robôs do PT, fazendo delas seres idiotizados pela lavagem cerebral comunista. Hoje mesmo procure ver os cadernos de seus filhos e o que eles estão escrevendo!, conforme salienta a professora

Ainda está em tempo do deputado Kennedy Nunes abrir espaço na Assembléia Legislativa de Santa Catarina para uma palestra da professora Ana Caroline Campagnolo. Eu estou sugerindo - que fique muito claro - uma palestra e não um debate com militantes histéricos do PT.

Seja como for, a réplica da professora Ana Caroline no vídeo acima já está excelente e o debate sobre a doutrinação comunista nas escolas de Santa Catarina e do Brasil, está apenas começando. E acreditem: não irá parar. Não irá parar porque os brasileiros de bem e que prezam a democracia e a liberdade não se curvarão de jeito nenhuma ante o ataque comunista do Foro de São Paulo, chefiado por Lula e seus sequazes. Deixaram correr solto na Venezuela, deu no que deu: mortes, tortura, prisões, escassez de alimentos, sofrimento, desgraça, tristeza e o fim da democracia e da liberdade!

Lá na Venezuela tudo começou de mansinho, devagar, com a doutrinação das crianças nas escolas, como está ocorrendo no Brasil agora! Pensem nisso!

E para comprovar o que acabei de afirmar sobre a Venezuela, aqui está um exemplo neste vídeo e foto abaixo, que mostra a doutrinação das criancinhas do pré-escolar em escola pública venezuelana:


A 'criançada' brincando de estudar fora da sala de aula com ajuda da maconha... Em Santa Catarina!


MACONHA TRANSFORMA CAMPUS DA UFSC EM CAMPO GUERRA. POLÍCIA TEVE QUE INTERVIR. DIREÇÃO DA UNIVERSIDADE PERMITE QUE ESTUDANTES OCUPEM REITORIA.


 
Grupo de estudantes montou barricada em bosque no campus da UFSC. Acima viaturas da policia tombadas pelos estudantes. Fotos do Diário Catarinense. O vídeo acima mostra que a polícia teve que usar gás lacrimogênio para dispersar dos estudantes.

Na tarde desta terça-feira, o campus da Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis, virou um verdadeiro campo de guerra. Uma ação da Polícia Federal, que deveria coibir o uso de entorpecentes e o tráfico de drogas na universidade, resultou em um confrontro entre 300 estudantes e policiais.

A tropa de Choque foi acionada e gás lacrimogênio e bombas de efeito moral foram jogadas contra os estudantes. Cinco alunos foram presos e dois policiais ficaram levemente feridos.

Os manifestantes invadiram a reitoria e pretender ficar lá até que um documento que proíba a ação da força policial no campus seja assinado. Às 22h desta terça-feira, o movimento estava tranquilo e os presentes estavam planejando domir no local.

Nesta quarta-feira ocorrerá uma reunião a partir das 16h no auditório Garapuvu. Alunos, professores e servidores irão fazer um balanço sobre o ocorrido e decidir quais providências a universidade deverá tomar.
Segundo o superintendente em exercício da PF em Santa Catarina, delegado Paulo César Barcelos Cassiano Júnior, os federaisreceberam informação de que vinha ocorrendo "intensa atividade de uso de entorpecentes e tráfico de drogas" no bosque da universidade — onde aconteceu o tumulto.
Com base nessas informações, a PF decidiu fazer a operação na tarde desta terça-feira com policiais à paisana. Conforme o delegado Júnior, cinco alunos foram detidos porque estavam fumando maconha no bosque. Mais cedo, um dos cinco alunos envolvidos na confusãoafirmou que não estavam fumando, mas que portavam maconha na quantidade para fazer cinco cigarros.
O tumulto
Um dos estudantes foi levado para dentro da viatura descaracterizada da PF estacionada no bosque da universidade. Estudantes e servidores que estavam em volta cercaram a viatura e não deixaram o aluno de geografia ser levado embora. A movimentação atraiu mais gente — chegando a 300 o número de envolvidos na confusão.  
Em seguida, por volta das 17h40min, a PF autorizou a entrada da tropa de Choque da Polícia Militar. Segundo a PM, eles também foram acionados pela segurança da própria UFSC. Alguns manifestantes viraram a viatura descaracterizada da PF e um carro da segurança do campus da UFSC. O Choque usou gás lacrimogêneo e bombas de efeito moral contra estudantes e servidores, dispersando o tumulto. Dois policiais federais foram levemente feridos no tumulto, conforme o delegado Paulo Júnior.
O desfecho
De acordo com o delegado Júnior, os cinco alunos foram conduzidos para a Superintendência da PF em SC, onde assinariam um termo circunstanciado por uso de maconha e depois seriam liberados.
Eles chegaram na PF por volta de 18h40min em uma viatura da Tropa de Choque da Polícia Militar. Um representante da UFSC e a presidente da comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, deputada Luciane Carminatti os acompanham.
A ocupação
Ainda no bosque, os estudantes decidiram ocupar a reitoria da UFSC. Após montarem uma barricada na frente do edifício, eles aguardam um encontro com a reitora, Roselane Neckel, com a qual tentarão um acordo para que não haja mais policiais no campus. Eles pretendem passar a noite no prédio até que o documento seja assinado.
— Só sairemos daqui quando conseguirmos um documento que nos garanta isso — disse a estudante de psicologia Gabriela Celestino, uma das primeiras a ocupar o prédio.
O chefe de gabinete também informou que a universidade permitiu a ocupação dos manifestantes dentro da reitoria. 
Por meio da assessoria de imprensa, a UFSC disse que desconhecia a ação policial dentro do campus e a partir de quarta-feira irá levantar documentação para analisar o caso. Do site do Diário Catarinense onde o leitor poderá ver vários vídeos

quarta-feira, 26 de março de 2014

Notícias de Brasília / coluna Cláudio Humberto

  • 26 DE MARÇO DE 2014
    A mãe do ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) requereu cidadania portuguesa. A decisão de d. Zilda Tavera Cardozo se deve a “razões pessoais” e, segundo jura a assessoria do filho, ela não tem a intenção de mudar de país, como têm feito muitos brasileiros assustados com o crescimento da criminalidade. Nem tem a ver com a perda de confiança em autoridades, como seu filho, para garantir vida segura aos brasileiros.
  • Ressaltam assessores do ministro-chefe da Polícia Federal e da Força Nacional de Segurança: só a mãe dele pediu cidadania portuguesa.
  • Segundo legislação portuguesa, filho de mãe com nacionalidade lusitana ganha idêntico direito. E o valioso passaporte europeu.
  • Também é lei em Portugal: até bisneto de português pode ganhar nacionalidade se avós, pai ou mãe, como d. Zilda, a solicitarem antes.
  • A família do ex-ministro Antonio Palocci e a mulher e os filhos de Lula já têm cidadania italiana. O que pretendem fazer com ela é um mistério.
  • O governo Dilma montou uma “tropa de choque” na comissão externa da Câmara que investigará a Petrobras, para tentar blindar seu ex-presidente Sérgio Gabrielli, em cuja gestão a estatal fez a compra superfaturada da refinaria de Pasadena. O PT indicará Luiz Alberto (PT-BA) para a comissão, além dos aliados Mário Negromonte (PP), Paulo Magalhães (PSD) e Lúcio Vieira Lima (PMDB), todos baianos.
  • Da base aliada, também foram indicados para a comissão externa os deputados Anthony Garotinho (PR-RJ) e Maurício Quintella (PR-AL).
  • A oposição escolheu para investigar a Petrobras Fernando Francischini (SDD-PR), Carlos Sampaio (PSDB-SP) e Onyx Lorenzoni (DEM-RS).
  • Criada com apoio de “blocão” da base, a comissão irá à Holanda para apurar esquema de propina da SBM Offshore a membros da Petrobras
  • A denúncia de compra superfaturada da refinaria americana levou a presidenta Dilma exercitar, 24h/dia, seu jeito búlgaro de ser. Ele trata os próprios assessores como adoraria tratar seus adversários.
  • Dilma parece temer os desdobramentos do escândalo da refinara superfaturada. Foi ela quem mandou o ministro da Justiça rolar o lero para reclamar da ida de senadores de oposição – de resto corriqueira – à Procuradoria-Geral da República para pedir investigação do caso.
  • A Secretaria de Direitos Humanos pagou R$ 30,3 milhões por 733 carros zero km, todos da marca Chevrolet. Deve ser para visitar as cadeias desumanas, além de ajudar a montadora a tirar o pé da lama.
  • O carro oficial do ministro da Fazenda voou baixo, ontem, a pelo menos 120km/h no Lago Sul, em Brasília, às 7h da manhã. Se Guido Mantega estava a bordo, há só uma explicação para o desatino: ele voltava ou estava a caminho de mais uma bronca federal da presidenta Dilma.
  • Em almoço na casa de André Moura (PSC-SE), ontem, o “blocão” decidiu tentar convocar o ministro Guido Mantega, atual presidente do conselho da Petrobras, para explicar denúncias corrupção na estatal.
  • Convidado a explicar no Senado a compra superfatura da refinaria, o ministro Edison Lobão (Minas e Energia) está tranquilo: a aquisição foi negociada na gestão de uma ilustre ex-ministra: Dilma Rousseff.
  • A Confederação Nacional da Indústria (CNI) lançou ontem a Agenda Legislativa da Indústria 2014, com direito a almoço. Enviados dia 13, os convites chegaram dez dias depois. Nem deu tempo para a sobremesa.
  • Alexandre Padilha, ex-ministro da Saúde, foi na aba de Dilma Rousseff e deu as caras no evento do Minha Casa Minha Vida, em São José dos Campos. Não esclareceu sua relação com o programa habitacional.
  • Se Dilma tivesse apelado aos supostos espiões de Barack Obama na Petrobras, não teria sido “enganada” no contrato da refinaria nos EUA.

Um salto para trás...! Petrobrás despenca do 12° para 120° lugar no ranking das maiores empresas do Mundo


25/03/2014
 às 21:29 \ Direto ao PontoSem categoria

A Petrobras virou uma usina de negócios desastrosos e casos de polícia

O valor de mercado da Petrobras caiu pela metade entre 2010 e 2014. Em 2013, cresceu em 50% a dívida da empresa que, em cinco anos, despencou do 12° para o 120° lugar no ranking das maiores do mundo. A autossuficiência proclamada por Lula em 2006 morreu afogada no oceano de barris importados mensalmente. As jazidas milagrosas do pré-sal continuam onde sempre estiveram desde o Dia da Criação. Só o palanque ambulante conseguiu enxergar no fundo do mar a “dádiva de Deus” que transformaria o Brasil Maravilha em sócio perpétuo da OPEP.
Aberto na semana passada por uma reportagem do Estadão, o baú de notícias espantosas não para de assombrar milhões de brasileiros que não sabiam de nada. Na quarta-feira, 19 de março, Dilma Rousseff confessou que em 2006, quando presidia o Conselho Administrativo da Petrobras, aprovou sem ter lido o contrato da compra, por 360 milhões de dólares, de metade da refinaria que meses antes custara 42,5 milhões a uma empresa belga.
Na quinta, a culpa pelo negócio que acabou engolindo US$ 1,18 bilhão foi transferida para Nestor Cerveró, diretor da Área Internacional da Petrobras até 2011 e, desde então, diretor financeiro da BR Distribuidora. Na sexta-feira, soube-se que Paulo Roberto Costa, preso pela Polícia Federal por lavagem de dinheiro, ajudara a arquitetar o melhor negócio da história da Bélgica instalado no gabinete de diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras.
Os jornais de sábado informaram que a punição chegara oito anos depois de cometido o pecado: Cerveró, de férias na Europa, fora demitido pelo Conselho de Administração da BR Distribuidora. No domingo, o negociante desempregado avisou que ficaria em silêncio num tom de quem estava pronto para abrir o bico. Na segunda, enquanto prosseguiam os trabalhos de parto da CPI da Petrobras, o noticiário político-financeiro-policial teve de abrir espaço para a refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.
No editorial desta terça-feira, o Estadão comenta o que anda acontecendo nas catacumbas da obra planejada pela dupla Lula-Chávez. Quando foi concebida, custaria US$ 2 bilhões. Já chegou a US$ 18 bilhões sem sequer ter nascido. “A parceria com a PDVSA, em termos desvantajosos para o país, é o fruto podre das afinidades ideológicas de Lula com o ‘socialismo do século 21′ do autocrata Hugo Chávez, de um lado, e, de outro, da néscia intenção de mostrar altivez perante os Estados Unidos”, lembra o texto.
No meio desse tsunami que mesmo milhares de parágrafos não conseguiriam descrever em sua assustadora inteireza, encalhou na praia a garrafa com a mensagem do PT. “Mais uma vez, estamos presenciando a oposição e os setores conservadores da nossa sociedade fazer ataques para atingir a imagem da Petrobras”, delira um trecho da nota redigida pelos Altos Companheiros. Os bandidos do faroeste estão preocupados com a reputação do banco que saqueiam há mais de 11 anos. Haja cinismo.

Primeiro automóvel de Campos chegou à cidade em 1911...!


26 de março de 2014 · are on digg
REDES
RSS
CIDADES E REGIÃO - NOSSA HISTÓRIA

Há 103 anos chegava em Campos o primeiro automóvel, hoje são 190 mil

Veículo foi adquirido pelo usineiro Dr. Atilano Crisóstomo, em 1911
 Arquivo

Veículo foi adquirido pelo usineiro Dr. Atilano Crisóstomo, em 1911


Dr. Atilano Crisóstomo de Oliveira, engenheiro, começou sua fortuna após ter estudado no exterior. Voltando ao Brasil, montou uma oficina de fabricação de moenda de cana, na Beira Rio, em Campos. Afinal ele estava na terra da cana, de se fazer açúcar e garapa.
No dia 26 de março do ano de 1911 (há 103 anos) ocorria a chegada do primeiro automóvel na cidade de Campos, adquirido por Atilano Crisóstomo.
Em 1907, já dono de duas usinas, a de Mineiros e São Pedro do Paraíso, casa-se com a moça Finazinha, filha de Benedito Queiroz e Tereza Linhares Tinoco Queiroz, proprietários de uma casa bancária na Praça São Salvador, local onde hoje ergue-se o prédio do Banco do Brasil.
 
Em 1918 é concluída a construção da Villa Maria, conjunto arquitetônico em estilo eclético, que foi realizado para ser dado de presente à Dona Maria Queiroz de Oliveira por seu esposo, Dr. Atilano.
Segundo o Departamento de Trânsito (Detran-RJ), atualmente Campos conta com cerca de 156 mil veículos, entre automóveis, ônibus e motos. Somando todos os veículos licenciados, como caminhões, ciclomotores, ônibus de turismo e outros, esse número sobe para 190 mil veículos.

terça-feira, 25 de março de 2014

Oposição na Venezuela quer deposição de Nicolás Maduro

http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2014/03/a-hora-da-verdade-o-que-tem-ver-lula-e.html

terça-feira, março 25, 2014


A HORA DA VERDADE: O QUE LULA E O PT TÊM A VER COM A BARBÁRIE QUE VEM SENDO COMETIDA PELA DITADURA COMUNISTA DA VENEZUELA?


Neste vídeo um jovem estudante da Universidade Central da Venezuela (UCV) de Caracas, que foi violentamente seviciado pela Guarda Nacional e coletivos chavistas (paramilitares) conta o que aconteceu. Acima a foto logo que foi resgatado das mãos de seus algozes. 

Quem pensa que os venezuelanos desistirão da luta contra a ditadura comunista de Nicolás Maduro e seus sequazes, com o apoio de Lula e da Dilma, estão enganados.

A grande mídia e seus jornalista a soldo do Foro de São Paulo, a organização criminosa fundada por Lula e Fidel Castro em 1990, podem continuar escamoteando a informação verdadeira, mas não escaparão do inescapável: os fatos vêm à tona de alguma maneira ou de outra, nem que seja através de sinais de fumaça. Os fatos têm vida própria e autônoma.

O blog acaba de receber informações de vários pontos da Venezuela dando conta de que os protestos continuam sem parar 24 horas, apesar da brutal repressão dos bate-paus de Nicolás Maduro sob a orientação dos assassinos que Fidel e Raúl Castro enviou de Havana para tentar evitar o inevitável, o seja, a queda do regime comunista chavista.

Em 40 dias de manifestações ininterruptas, 35 pessoas já morreram assassinadas pelos pistoleiros da ditadura comunista de Maduro. É quase uma pessoa por dia que tomba por exercer o direito de dizer não a uma das ditaduras mais cruéis que se tem notícia na atualidade. É a ditadura que Lula qualifica de "democrática". Inclusive, Lula enviou se estafeta Rui Falcão à Venezuela para levar in loco o apoio do PT.

Quando o "Barba" sente o cheiro de carne queimada, manda um de seus sequazes fazer o serviço sujo, e ninguém melhor que Rui Falcão para se lambuzar com o sangue derramado por 35 mortos  e outros tantos que sangram sob as torturas que lhes são infligidas pelos amigos de Lula, aliás "Barba", nos porões da ditadura chavista.

site La Patilla revela que a polícia de Maduro dispara contra os manifestantes saraivadas de pregos, parafusos e porcas. E quando os alcança tortura-os no mesmo instante e os obrigam a gritar slogans em favor de tiranete de Miraflores.

DITADURA ANUNCIA CASSAÇÃO DE
MANDATO DA DEPUTADA MARIA CORINA


Nem as "garantias constitucionais"da Constituição Bolivariana escrita pelos esbirros do finado caudilho Hugo Chávez, valem mais. Nesta segunda-feira o deputado de estimação do defunto caudilho, que preside a Assembléia Nacional, o famigerado psicopata Diosdado Cabello, decidiu cassar a imunidade parlamentar da deputada Maria Corina Machado, pelo fato de ter sido convidada pelo Panamá a falar na Assembléia da ONU.

Em tempos passados, foi a Venezuela que cedeu sua cadeira para que Manuel Zelaya, títere de Chávez em Honduras usasse a OEA para obter do plenário a aprovação do golpe de Estado que o dijo cujo preparava em Honduras. Aí, tudo bem, né? Como era de o proveito do Foro de São Paulo e seus comunistas vagabundos aí a reunião da OEA foi aberta ao burlesco brucutu hondurenho. 

Para Maria Corina, cassaram-lhe a palavra e ainda expulsaram do recinto os jornalistas que cobriam o evento. Este fato ocorreu com o voto decisivo do governo brasileiro representado por um dos estafetas de Lula no Itamaraty.

É assim que agem os comunistas. Agora, cassaram a imunidade da deputada Maria Corina para processá-la e transformá-la em mais uma prisioneira política do regime que, segundo Lula, aliás "Barba", oferece "democracia até demais". 

A democracia é tanta que a Suprema Corte venezuelana está totalmente aparelhada por teleguiados do regime. É bom lembrar que como já afirmei inúmeras vezes aqui neste blog, a mesma coisa do que está ocorrendo na Venezuela, ocorrerá no Brasil, caso a insanidade, o oportunismo e a vagabundagem da maioria dos brasileiros decidir dar mais quatro anos de poder ao PT!
DESINFORMAÇÃO: O PRINCIPAL
ARDIL DOS COMUNISTAS.


Como a grande mídia recorta as informações, retirando o aspecto político e ideológico dos fatos, mais confundindo do que esclarecendo a opinião pública brasileira, muitos indagarão, por que afinal explodiram os protestos populares na Venezuela.

Uma matéria do site do diário El Nacional de Caracas, responde a esta indagação, ao reportar as declarações do deputado Miguel Ángel Rodriguez, que em poucas palavras condensa o desastre da aventura comunista bolivariana na Venezuela:

“Uma inflação que em 2013 esteve acima de 56%, um déficit fiscal de 15 pontos percenturais do PIB, o obsceno endividamento público, a paralisia do aparelho produtivo decorrente de arremetidas políticas que buscaram sempre favorecer a castas de importadores, a crise do sistema de saúde e dos serviços públicos e a alta taxa de criminalidade que por mais de 20 planos de aparente confrontação com os bandidos fechou em cerca de 25.000 assassinatos, mais a insólita ausência de divisas após se conhecer confissões de desfalques ao redor de 25 bilhões de dólares; conformam a bomba relógio de cuja explosão querem culpar os manifestantes e seus líderes democráticos".

Qualquer semelhança com o Brasil nesta alturas dos acontecimentos não é mera coincidência, justamente quando chega ao conhecimento público a bombástica revelação sobre as negociatas da Petrobras. Isso é apenas com relação à petroleira estatal. Como toda a administração pública direta e indireta está completamente aparelhada pelos comandados do "Barba", já passou a hora dos brasileiros colocarem suas barbas de molho.
LULA, ALIÁS "BARBA" O 
CHEFE SUPREMO DA CANALHICE.
Alguns leitores poderiam indagar por que insisto em dar informações e formular análises sobre a crise da Venezuela? Muito simples. A Venezuela é a cabeça da serpente comunista que se enrosca na América Latina. Por que? Ora, porque detém a maior reserva de petróleo do planeta. É a Venezuela que sustenta Cuba enviando de graça semanalmente um petroleiro que abastece a Ilha de Fidel Castro. Além disso, as demais republiquetas latino-americanas vivem também à custa do petróleo produzido pela Venezuela. 
E não é apenas petróleo. Também dinheiro vivo dos cofres venezuelanos sustentam as campanhas eleitorais dos candidatos do Foro de São Paulo.
Concluindo: como já afirmei em outros artigos, a derrocada da ditadura chavista significará a libertação da América Latina do comunismo, esfarelando o Foro de São Paulo. Os reflexos desse acontecimento terão impacto para além da América Latina. 
Por isso, a luta encarniçada que se trava na Venezuela. Os comunistas ficaram tão enlouquecidos que perderam completamente as estribeiras e estão matando, perseguindo, torturando jovens, estudantes, mulheres, idosos e todos aqueles que clamam por liberdade em todos os rincões da Venezuela.
Esta é a verdade. A verdade que a grande mídia brasileira em esmagadora maioria, sonega ao público brasileiro.
Quem faz esse serviço nefasto e criminoso são os jornalistas brasileiros, porquanto em sua totalidade são todos comunistas vagabundos, mentirosos, vermes à soldo do Foro de São Paulo e, por via de consequencia, do governo do PT. 
O Chefe supremo dessa imundice é Lula, aliás, o "Barba", paparicado pelos banqueiros do grupo Merrill Lynch, em recente almoço grã-fino em São Paulo, quando manifestou sua condescendência em relação aos assassinatos e torturas que seu amiguinho Nicolás Maduro vem praticando na Venezuela.