Postagem em destaque

Slow Motion Bossa Nova - Celso Fonseca & Ronaldo Bastos

Encante-se ...!

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Violência contra o planeta Terra /BBC

http://m.terra.com.br/noticia?n=043a8a250f852410VgnCLD2000000dc6eb0aRCRD
  atualizado às 14h00

Mapa interativo online mostra evolução de desmatamento no mundo

Em 12 anos, a Terra perdeu, em florestas, o equivalente ao território da Mongólia. O Brasil, no entanto, avançou no combate ao desmatamento

Estudo na revista Science foi feito a partir de dados gerados por nova ferramenta Foto: BBCBrasil.com
Estudo na revista Science foi feito a partir de dados gerados por nova ferramenta
Foto: BBCBrasil.com
Um novo mapa de alta resolução das florestas - online e interativo - foi criado com ajuda do site Google Earth. A ferramenta online está disponível gratuitamente na internete permite uma aproximação detalhada de até 30 metros. O mapa online coleta dados desde 2000, o que significa que é possível verificar como a cobertura florestal mudou ao longo da última década. Para criar os mapas interativos, foram usadas mais de 650 mil imagens do satélite Landsat 7.
Entre 2000 e 2012, a Terra perdeu, em florestas, o equivalente à todo o território da Mongólia.
O mapa mostra que o Brasil avançou bastante no combate ao desmatamento, mas os ganhos nesta região foram superados por forte destruição de florestas em países como Indonésia, Malásia, Paraguai e Angola.
"Este é o primeiro mapa de mudanças florestais que é consistente em escala global e relevante também sob o aspecto local", diz Matthew Hansen, professor da Universidade de Maryland, que liderou o projeto.
"Uma tarefa que levaria 15 anos para ser feita por apenas um computador acabou sendo realizada em poucos dias com o sistema do Google Earth."
Em estudo publicado na revista científica Science, baseados em dados do projeto, os cientistas descobriram que 2,3 milhões de quilômetros quadrados de floresta foram destruídos em 13 anos. Os principais motivos do desmatamento são queimadas, atividade madeireira, pragas e tempestades.
Em outras áreas, houve criação de 800 mil quilômetros quadrados de novas florestas. Com isso, o saldo final para o mundo foi de perda de 1,5 milhões de quilômetros quadrados.
O Brasil foi o país que mostrou o melhor desempenho, com o desmatamento caindo pela metade na comparação entre dois períodos: 2003-2004 e 2010-2011. Já a Indonésia mais do que dobrou seu índice anual de desmatamento.
No entanto, apesar dos resultados positivos até 2012, novos dados divulgados ontem pelo governo brasileiro mostram que o desmatamento piorou no país no último ano.
A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, disse que o desmatamento cresceu em 30% em um período que vai de agosto de 2012 até julho passado - na comparação com a mesma época do ano anterior.
As florestas tropicais estão sendo desmatadas em um ritmo de 2,1 mil quilômetros quadrados por ano, dizem os pesquisadores.
O mapa será atualizado anualmente e pode ser usado para monitorar os programas de combate a desmatamento.
"Esta nova abordagem de monitoramento pode, pela primeira vez, nos dar em uma escala global uma responsabilização transparente para progredirmos em direção a reduções reais no desmatamento", disse Daniel Zarin, do grupo de ativistas Climate and Land Use Alliance

Por essa você não esperava...! Juiz escalado para executar penas de condenados do Mensalão diz : Eu acho que isso não é bom...Isso é mais por vingança

Juiz de execuções trata STF como corte inócua

Josias de Souza
I

AdemarSilvaDeVasconcelosSergioLimaFolha
Chama-se Ademar Silva de Vasconcelos o juiz escalado para executar as ordens de prisão que o STF vai expedir contra os condenados do mensalão. Ele é o titular da Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça do Distrito Federal. Tomado pelas palavras, o doutor detestou a decisão do Supremo de enviar mensaleiros para o xadrez.
Vale a pena escutá-lo: “Eu acho que isso não é bom. A gente, como cidadão, fica até mesmo muito decepcionado com essas coisas. Fico pensando no homem comum, do povo, que não tem muita oportunidade vendo um homem notório sendo preso. Isso não é bom para o país. São penas inócuas, porque eles já foram punidos publicamente.''
A repórter Mariana Haubert perguntou ao magistrado se não acha que a prisão de políticos graúdos, por emblemática, exerce efeitos benfazejos na alta do cidadão comum. E ele: “Isso é mais por vingança”.
O homem comum ouve o doutor dizer essas coisas e conclui que o brasileiro em dia com o fisco é mesmo um sujeito de má sorte. Já se habituara ao paradoxo de ser chamado de contribuinte pelo governo que o assalta. Mas ainda não se acostumou com o papel de bobo.
O contribuinte pergunta aos seus botões, que não respondem, pois não falam com qualquer um: qual é o custo de sete anos de funcionamento do STF? Não deve sair barato, ele matuta consigo mesmo.
Além dos salários dos 11 atores principais, a Viúva paga o pessoal de apoio, o palco, a iluminação, o serviço de som, o cafezinho, a TV para transmitir o espetáculo, e o massagista para aliviar as dores na coluna do Joaquim Barbosa.
O brasileiro, por comum, quer ajudar o doutor Ademar. Dispõem-se a convocar pelas redes sociais uma passeata em favor da revogação das punições dos mensaleiros, já tão “punidos publicamente.” Mas não abre mão do seu direito à vingança. Se a lei não vale nada,  feche-se o STF e demita-se o doutor Ademar. O figurino de executor de “penas inócuas” não lhe cai bem.

Médicos de branco, escravos brancos de Cuba... / Alexandre Garcia

 Por onde andas, Izabel (A Princesa) ?

 Alexandre Garcia
MÉDICOS CUBANOS
cid:818CD5DF37BE4781BD93A4EE0650D9C7@SergioHP
Não pensem em correntes. Em algemas. Em porões fétidos. Em gente suja e maltrapilha. Estes são os escravos normalmente libert...os das pequenas confecções das grandes cidades, vindos de países miseráveis.

Agora pense em pessoas vestidas de branco. Com diplomas universitários. Que exibem sorrisos simpáticos e uma grande alegria em servir o próximo, como se estivessem em uma missão humanitária. Estes são os médicos escravos cubanos que o Brasil vai traficar, cometendo toda a sorte de crimes hediondos contra os direitos humanos, que só republiquetas totalitárias, a exemplo da Venezuela, ousaram cometer.

E vamos aqui deixar ideologias de lado. E até mesmo as discutíveis competências profissionais. Vamos ser civilizados e falar apenas de pessoas, de seres humanos, de gente.

O Brasil democrático é signatário de uma dezena de tratados internacionais que protegem os trabalhadores. No entanto, o Governo do PT está firmando um convênio com Cuba, um país que está traficando pessoas para fins econômicos. Cuba esta vendendo médicos. Cuba utiliza de coerção, que é crime, para que estes escravos de branco sejam enviados, sem escolha, para onde o governo decidir. Isto é crime internacional. Hediondo. Que nivela o Brasil com as piores ditaduras.

E não venham colocar a Organização Pan Americana de Saúde como escudo protetor destes crimes contra a Humanidade. É uma entidade sabidamente aparelhada por socialistas, mas que, ao que parece, pela primeira vez assume o papel de "gato", o operador, o intermediário, aquele que aproxima as partes, que fecha o negócio, que "lava" as mãos dos criminosos que agem nas duas pontas. Não há como esconder que o Governo do PT está pagando a Ditadura de Cuba para receber mão de obra em condições análogas à escravidão, como veremos neste post.

O trabalhador estrangeiro tem, no Brasil, os mesmos direitos de um trabalhador brasileiro. Tem os mesmos ônus e os mesmos bônus. Não é o que acontece neste convênio que configura um verdadeiro tráfico em massa de pessoas de um país para outro. Os escravos cubanos não pagarão Imposto de Renda e INSS. Sobre um salário de R$ 10 mil, deveriam reter mais de R$ 2.700. Pagariam em torno de R$ 400 de INSS. Mas também teriam direito ao FGTS, ao aviso prévio, às férias, ao décimo terceiro salário. Não é o que acontece.

O escravo cubano não recebe o seu salário. Ele é remetido para um governo de país. É como se este país tivesse vendido laranjas. Charutos. Rum. Ou qualquer commodities. A única coisa que o trabalhador recebe é uma ajuda de custo para tão somente sobreviver no país pois, em condição análoga à escravidão, este médico cubano receberá alojamento e comida das prefeituras municipais. Trabalhará, basicamente, por cama, comida e sem nenhum direito trabalhista.

Outro crime do qual o Governo do PT é mentor, é idealizador, é fomentador, é financiador, é concordar com as práticas de coerção exercida por Cuba quando vende os seus médicos escravos. O passaporte é retido pela Embaixada de Cuba no Brasil. A família fica em Cuba, sem poder sair do país. O escravo cubano não pode mudar de emprego, pois se o fizer a sua família sofre perseguição. Existe ameaça. Existe abuso de autoridade. Existe abuso de poder econômico. Existe retenção de documento para impedir a livre locomoção. Existe lesão ao Fisco. Sonegação. E, por conseguinte, sendo dinheiro originário de crimes, remessa ilegal de divisas do Governo do PT para a Ditadura de Cuba.

Este convênio que o Governo do PT está fazendo com Cuba não resiste a uma fiscalização do Ministério do Trabalho e a uma auditoria do Ministério Público. São tantos os crimes cometidos contra a Humanidade e contra os Direitos Humanos que envergonham a todos os brasileiros.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, candidato ao governo de São Paulo, deveria ir a ferros junto com os bandidos mensaleiros do seu partido. A ministra dos Direitos Humanos, Maria o Rosário, está em silêncio obsequioso.

A partir do momento em que 4.000 cubanos botarem o pé no solo brasileiro, nosso país terá se transformando num campo de concentração e numa imensa prisão para escravos políticos.

A nossa Constituição será rasgada, pois:
Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
(...)
III – ninguém será submetido à tortura nem a tratamento desumano ou degradante;

Da mesma forma, o Governo do PT está jogando no lixo o Decreto nº 5.948, de 26 de Outubro de 2006, que trata da Política Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, que tem definições fundamentais sobre o tema:
Art. 2°. § 4o A intermediação, promoção ou facilitação do recrutamento, do transporte, da transferência, do alojamento ou do acolhimento de pessoas para fins de exploração também configura tráfico de pessoas.
Art. 2°. § 5° O tráfico interno de pessoas é aquele realizado dentro de um mesmo Estado-membro da Federação, ou de um Estado-membro para outro, dentro do território nacional.
Art. 2o. § 6° O tráfico internacional de pessoas é aquele realizado entre Estados distintos.
Art. 2° § 7o O consentimento dado pela vítima é irrelevante para a configuração do tráfico de pessoas.
Ou seja: o que determina se existe a escravidão não é o depoimento do escravo, pressionado por dívidas, sem documentos ou tendo a integridade da sua família ameaçada, mas sim o que a sua situação configura, mediante fiscalização.

Com a importação em massa dos médicos escravos cubanos, os acordos internacionais firmados pelo Brasil contra a escravidão serão derrogados. Não seremos mais uma democracia.

Se alguém tem alguma dúvida sobre isso, leia o MANUAL DE COMBATE AO TRABALHO EM CONDIÇÕES ANÁLOGAS ÀS DE ESCRAVO, publicado pelo Ministério do Trabalho.

E sinta vergonha, talvez um pouco de medo, de ser brasileiro.
Eu desafio o Governo do PT a exigir que o médico cubano tenha em mãos o seu passaporte.
Eu desafio o Governo do PT a exigir que o médico cubano tenha uma Carteira de Trabalho.
Eu desafio o Governo do PT a depositar o salário do médico cubano em uma conta pessoal, que lhe garanta livre movimentação.
Eu desafio o Governo do PT a garantir todos os direitos trabalhistas ao médico cubano.
Eu desafio o Governo do PT a cumprir a Lei, a Constituição e os Tratados Internacionais.

"A prisão não são as grades, e a liberdade não é a rua; existem homens presos na rua e livres na prisão. É uma questão de consciência." (Mahatma Gandhi)

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Treinamento de esquadrão sul-coreano de combate à violência / You Tube


Não sei se este modo de abortar uma manifestação de um horda de vândalos - lá deles - poderia ter resultados positivos com os baderneiros nacionais ... e os nossos podem estudar o vídeo, descobrir suas falhas e usar movimentos que venceriam a organização policial e continuariam a baderna em outros locais, com outras ferramentas 

Voto com tecnicidade, conhecimento, oportunidade, ironia, exaltação de justiça

quinta-feira, novembro 14, 2013

ARTIGO: O voto emblemático de Gilmar Mendes.

Por Nilson Borges Filho (*)
A sessão do Supremo Tribunal Federal na última quarta-feira contou com uma situação pra lá de emblemática. Nada a ver diretamente com o pedido do ministro Joaquim Barbosa para que se desse a prisão imediata para aqueles condenados não alcançados pelos embargos infringentes. No mesmo sentido, descarta-se como emblemáticos os bate-bocas entre os ministros Marco Aurélio, Lewandowski e Joaquim Barbosa.
A rigor, a novidade aqui ficou por obra de Marco Aurélio, cuja vaidade está ligada ao uso de gravatas da cor  – como dizer? – rosa chiclete. Beleza. O estilo fashion do ministro, é bom que se assinale, briga com o seu sotaque brega, com aquele apelo anasalado quando verbaliza o “legal”, o “penal” e por aí afora.  
Marco Aurélio tem conhecimento jurídico, é estudioso e, o que tudo indica, homem honrado. Muitas vezes seus votos pecam pela falta de clareza, mesmo para o iniciado nas lides jurídicas. Marco Aurélio tem uma inteligência acima da média e dispõe de raciocínio rápido. Porém, é um exibido. Justamente nesse ponto é que, vez ou outra, põe tudo a perder.
Percebeu-se que o ministro Marco Aurélio discorda dos votos de Joaquim Barbosa não por motivos da boa técnica jurídica, mas simplesmente porque não o tolera. Continua dando voltas e mais voltas pela cachola de Marco Aurélio a acusação que fez Joaquim Barbosa de que estava na cadeira de ministro por ser primo do ex-presidente Fernando Collor. Foi Collor quem o colocou no STF. 
Mas justiça seja feita, ao contrário do que ocorreu agora com Dias Toffoli, Marco Aurélio se julgou suspeito quando do julgamento do impeachment do seu primo. Desde então, Marco Aurélio jamais o perdoou. 
Lewandowski é um caso a parte. Desde o seu primeiro voto de revisor do processo do mensalão, sabia-se das suas  boas intenções, principalmente quando estava em jogo as condenações de políticos estrelados. O grau de bem intencionado chegou ao ponto de considerar, numa votação sobre vistas de um pleito ministerial, que 4 é maior do que 7. Há pessoas que engrandecem o cargo, outras o tornam pequeno e feio. 
Na verdade, o emblemático da última sessão coube ao pronunciamento exaltado, mas grávido de verdades, do ministro Gilmar Mendes. O ministro foi na jugular de dois de seus pares: ao novato rotulou-o de ousado pela inoportuna dissidência do seu voto, dizendo a que veio; a aquele tal, bem conhecido,  acusou-o de se utilizar de expedientes pouco republicanos para retardar o julgamento do processo e com isso provocar a aposentadoria, por limite de idade,  dos ministros Ayres Brito e Cezar Peluso, ambos sabidamente prós condenações dos protagonistas do mensalão. 
Claro que todos ali sabiam de quem Gilmar Mendes estava falando, mas, fazendo-se de mortos, mantiveram-se em silêncio comprometedor. Ao mesmo tempo, quase inaudível, Joaquim Barbosa prometeu contar em detalhes, quando deixar a Corte,  como se postergou o processo para alcançar as aposentadoria dos dois ministros e, por consequência, aliviar as penas de certos réus. Nada do que Gilmar Mendes disse era do desconhecimento dos demais ministros, apenas coube a ele se servir de coragem e tornar publicas as inúmeras chicanas processuais. Mendes não citou nomes. E precisava? 
(*)Nilson Borges Filho é mestre, doutor e pós-doutor em Direito, professor e colaborador deste blog.

Suécia vai fechar 4 prisões por falta de presos...Vamos exportar bandidos e corruptos para a Suécia ?


Folha de S.Paulo
Suécia fecha quatro prisões por... falta de presos (!!!)http://folha.com/no1370700 (via Folha Mundo)
Foto: Jessica Gow/AP

Como e quando serão executados as decisões do Supremo Tribunal Federal (? !)

Decisão de Toffoli é apontada como decisiva para veredito contra mensaleirosAo apoiar a tese de prisão, ministro surpreendeu petistas

Paulo de Tarso Lyra - Correio Braziliense
Publicação: 14/11/2013 09:10 Atualização: 14/11/2013 09:43

Pedro Henry: às vésperas de cumprir a pena de regime semiaberto, deputado está em Ribeirão Preto

 (Ivaldo Cavalcante/Agência Câmara )
Pedro Henry: às vésperas de cumprir a pena de regime semiaberto, deputado está em Ribeirão Preto


O principal réu do mensalão, José Dirceu, que está incomunicável na Bahia, foi pego de surpresa pela decisão do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de pedir a prisão de 23 dos 25 réus do mensalão, e, mais ainda, pelo voto dado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Antonio Dias Toffoli, favorável à tese. Como o julgamento terminou com seis votos pela prisão imediata e cinco contrários, a posição de Toffoli, apontado como próximo aos petistas, acabou sendo decisiva para sacramentar a prisão dos réus. “Ninguém esperava esse comportamento dele”, disse um aliado do Dirceu.

Os deputados federais condenados no julgamento do mensalão, que viram as chances finais afundarem ontem diante da análise dos embargos de declaração pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), passaram o dia cada um ao seu jeito. Às vésperas de cumprir a pena de regime semiaberto de prisão imposta pela Corte, Pedro Henry (PP-MT) partiu ontem mesmo de Brasília a Ribeirão Preto (SP) para participar de um congresso de medicina. De acordo com a sua assessoria, ele deve permanecer na cidade paulista até domingo. O deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP), por sua vez, também condenado a regime semiaberto, evitou entrevistas e não deu pistas sobre onde estava. Funcionários do gabinete dele afirmaram que o congressista não tinha agenda no local, mas que ele deveria estar em alguma outra dependência do Congresso Nacional. A assessoria de imprensa do partido também desconhecia o paradeiro do parlamentar, mas informou que ele costuma assistir ao julgamento do mensalão na Câmara.

A matéria completa está disponível aqui para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Paulo Coelho fala sobre preocupação...


Sobre certas construções

qui, 14/11/13
                por Paulo Coelho |
categoria Todas


Reparem vocês como certas palavras foram construídas para nos mostrar claramente o que querem dizer, embora nem sempre aprendamos o que elas nos ensinam.
Tomemos, por exemplo, a palavra “preocupação”, e a dividamos em duas: pré e ocupação. Significa ocupar-se antecipadamente com uma coisa, antes que ela aconteça. Quem, em todo este universo, tem a capacidade de se ocupar com alguma coisa que ainda não aconteceu?
Portanto, nunca se preocupe. Esteja atento ao seu destino e ao seu caminho. Aprenda tudo o que precisa para manejar bem a espada da luz que lhe foi confiada. Repare como lutam os amigos, os mestres e os inimigos. Treine bastante, mas não cometa o pior dos erros: presumir que golpe o adversário aplicará.
A vida é o inesperado. Um Guerreiro da Luz nunca se preocupa. Conhece o manejo da espada, mas não gasta tempo e energia lutando contra a própria imaginação.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Começou o Movimento dos Caminhoneiros em direção à Brasília..

Manifestações de caminhoneiros


Os caminhoneiros estão chegando


Caminhoneiros de todo o Brasil estão neste momento indo a Brasília protestar contra a corrupção, o péssimo estado das estradas, os assaltos sem fim e o governo do PT. Pedem intervenção militar já!

Acompanhe o movimento pelo Facebook clicando aqui!

"O povo brasileiro está cansado da corrupção e da comunização que está destruindo o Brasil! Nós, portanto, declaramos GREVE GERAL!"

Abaixo, segue um vídeo mostrando centenas de caminhões rumo a Brasília, que buzinam ao passar por integrantes do movimento, em sinal de participação:



Sobre o movimento:

Um MILHÃO DE CAMINHONEIROS VÃO PARAR O BRASIL!, é um movimento global patriótico que tem origem nos EUA. Seu objetivo maior é para com a nação, pois quando o governo insiste em não cumprir as leis originais criando outras subversivas em cima, quando matam a justiça, rasgam constituição federal, desrespeitam nossos direitos soberanos, achincalham não somente os trabalhadores do tapetão, mas vão alem a perseguir seus objetivos, é notório que estão determinados a sacrificar a pátria amada. Então É HORA DE ROCK IN ROLL! QSL?!

Para o conhecimento de todos, essa é a pagina dos nossos irmãos de estrada dos EUA:https://www.facebook.com/ridefortheconstitutione site, confira: http://ridefortheconstitution.org/
______________________

IRMÃOS CAMINHONEIROS DO NOSSO BRASIL, CHEGOU A NOSSA VEZ!

A PARTIR DE AGORA, O COMPROMISSO MAIOR É COM O BRASIL! POR ONDE PASSARMOS TERÁ QUE SE DEIXAR A ESPERANÇA E O PATRIOTISMO DOS NOSSOS ANTEPASSADOS EM CADA TRECHO, CURVA E DEMAIS DESAFIOS QUE NOS FOR IMPOSTO ADIANTE.

**ATENÇÃO**
ESTE EVENTO É "PACIFICO E PATRIÓTICO!" E DEVERÁ SER ASSIM DO INÍCIO AO FIM!

MISSÃO:
DESLIGAR O BRASIL POR TRÊS DIAS DE 15 A 17 DE NOVEMBRO DE 2013 COM (1) UM MILHÃO DE CAMINHONEIROS NAS ESTRADAS RUMO A CAPITAL DO PAÍS (BRASÍLIA!).É NOSSO DEVER DE NORTE A SUL, E DE LESTE A OESTE RESTAURAR O AMOR PATRIÓTICO DA NAÇÃO BRASILEIRA. - COMO? - SE DOANDO DE CORAÇÃO A CAUSA EM PROL DE UMA NAÇÃO LIVRE E PROSPERA PARA TODOS.

REIVINDICAÇÕES:
SABEMOS QUE A NOSSA CATEGORIA VEM SOFRENDO HORRORES DE TODOS OS LADOS COMEÇANDO PELOS ALTOS IMPOSTOS, PASSANDO PELAS MÁS CONDIÇÕES DE TRABALHO, DAS ESTRADAS NEM SE FALA E POR FIM DA VIOLÊNCIA SURREAL PELO BRASIL AFORA. - SÓ NÓS SABEMOS O QUE É ISSO! - SE NÃO BASTASSE, TEMOS AINDA A CORRUPÇÃO SEM PRECEDENTES ACONTECENDO AGORA NOS BASTIDORES DA POLÍTICA NACIONAL, COM ISSO SENTIMOS NA PELE A FALTA DE SAÚDE, A MORTE DA JUSTIÇA PELO "STF" NO TOTAL DESGOVERNO DA DIMA ROUSSEFF. MAS TÊM UM POR QUE PARA TODO ESSE DESASTRE NACIONAL ACONTECER, ELE SE CHAMA PODER E CONTROLE! SIM, ESSE PODER E CONTROLE TEM COM OBJETIVO A NOS CONDICIONAR EM UMA REALIDADE FANTASIOSA NOS APRISIONANDO EM NÓS MESMOS ATÉ SOFRERMOS POR INAÇÃO, FALTA DE SUBSÍDIOS PARA REAGIR. LIGUE OS FATOS E VERÁ QUE ISSO É PARA ABRIR CAMINHO PARA O LULA-RÁPIDO E SEUS COMPARSAS DO "FORO DE SÃO PAULO" IMPLANTAREM O GOLPE COMUNISTA EM NOSSO PAÍS, DESTRUINDO-O POR COMPLETO EM TIRANIA ESSA NAÇÃO DE LIVRES GUERREIROS.

É HORA DE NÓS ENTÃO AGIRMOS PRIMEIRO!!!

OBJETIVO: ---->>> PEDIR "INTERVENÇÃO MILITAR JÁ!" PARA AS FFAA (FORÇAS ARMADAS DO BRASIL) ANTES QUE IMPLANTEM O GOLPE COMUNISTA SUMARIAMENTE EM NOSSO PAÍS, COLOCANDO EM RISCO TODA A NAÇÃO BRASILEIRA TRANSFORMANDO-A NUMA CUBA, VENEZUELA, CORÉIA DO NORTE. –>> O OBJETIVO MAIOR É PEDIR: "INTERVENÇÃO MILITAR JÁ!" COM CARTAZES, FAIXAS OU ATÉ MESMO COM SOM. SÓ ASSIM, CONSEGUIREMOS LEGITIMAR PERANTE AOS ÓRGÃOS INTERNACIONAIS QUE REPROVAMOS PROFUNDAMENTE ESSE DESGOVERNO DE DILMA ROUSEFF (COMUNISTA!) DE TRAIDORES DA PÁTRIA! AGINDO ASSIM, PODEMOS SEGUIR EM FRENTE SEM MEDO DE RECEBERMOS AMEAÇAS DAS FORÇAS ARMADAS DA “OTAN” COM A DESCULPA DE QUE FOI UM GOLPE MILITAR, O QUE SE DEPENDER DE TODOS NÓS NÃO SERÁ!

IRMÃOS CAMINHONEIROS TEMOS UM COMPROMISSO A PARTIR DE AGORA COM A HISTÓRIA DESSA GRANDE NAÇÃO PARA O FUTURO DAS PRÓXIMAS GERAÇÕES DE LIVRES GUERREIROS DO BRASIL.

QUE DEUS NOS PROTEJA!

ROGAI POR NÓS!

Qra. ABELHA

Na dúvida pergunte a quem tem experiência no assunto... / Ponte Aérea


E se perguntássemos a quem entende?

01-10-2013

Depois de tantos acidentes com o BRT e do rosário de sugestões para acabar com eles, a singela mensagem de um motorista desses ônibus revela o absurdo do qual nos tornamos cativos: adoramos ouvir um especialista, ainda que, na maior parte das vezes, não se tenha ideia de onde nasceu a intimidade do doutor com o tema. Não nos passa pela cabeça, porém, falar com quem tem a condução de um BRT como ofício.
Brotaram dessa contrição aos sábios propostas como gradear a avenida das Américas, cavar passagens de nível e reduzir a velocidade do BRT. Todas arquivadas, felizmente. Tivessem perguntado a Sérgio Pessoa, há oito meses motorista do sistema, ele teria dito que a simples instalação de temporizador junto aos sinais da via expressa seria uma mão na roda para evitar bom número desses acidentes.
Pergunta ele: “por que em vias urbanas onde o limite de velocidade é 40 quilômetro por hora todo cruzamento com pardal eletrônico tem temporizador ao lado do sinal, e numa via, como a avenida das Américas, onde a velocidade de um ônibus articulado (com 21 metros de comprimento, 200 passageiros e 20 toneladas) é 70 quilômetros por hora, os sinais saem do verde para o vermelho sem nenhum tipo de sincronia ou sequência?”.
Sobram para o motorista, informa Sergio, 4 segundos de sinal amarelo para reagir. Se estiver a menos de 100 metros do cruzamento, vai provocar uma freada brusca, grande desconforto aos passageiros e, até parar completamente, o BRT ainda vai avançar por largo trecho. “Já aconteceu comigo e metade do ônibus ficou sobre a faixa de pedestre”.
Outra causa de acidente, pela qual até agora os especialistas têm passado batido, mas Sérgio registra, é a falta de pardal para flagrar motoristas que fazem retorno irregular sobre a pista do BRT. Se tiver sorte e escapar da batida, o infrator sai do outro lado impune. O mesmo diz ele da descoberta recente de grupos de caloteiros. Esperam à certa distância a chegada do ônibus. “Quando ele encosta, correm por trás, sobem na plataforma e entram pela última porta”.

Tirando os tropeços – “que poderiam dar um livro” – Sergio acha o serviço um avanço no transporte urbano. Além da pista livre, o que encurta as viagens, elogia o conforto. Só não admite que os motoristas sejam transformados em vilões dos acidentes. “Investi na profissão com o único objetivo de trabalhar no BRT e gosto, apesar das circunstâncias”. Mas acredita que poderia ser ainda melhor se a prefeitura tivesse o cuidado de ouvir os que têm alguma noção do assunto. Não parece ser o caso de Crea-RJ e a tropa de engenheiros quem deitaram falação até agora. (publicado em Metro)

"Com todo respeito" / Uma prótese peniana alvoroça os idosos representantes do povo de Brasília !

No Circo de Cavalinhos, uma prótese peniana

TER, 27 DE AGOSTO DE 2013 / ANGELA DUTRA DE MENEZES

Numa semana de tantos acontecimentos emocionantes – chegada dos médicos cubanos, fuga do senador boliviano, queda de Patriota (nem tanto), armas químicas na Síria, subida do dólar, ameaça de nova guerra no Oriente Médio, inflação, etc. etc. e tal – nada me chamou tanta atenção quanto a novela da prótese peniana de um funcionário aposentado do Senado Federal.
Conto a história com todo respeito. Mas que ela tem lances engraçados, tem. Um antigo policial legislativo – não sei que cargo é este, suponho que seja segurança -, com aposentadoria de 23 mil Reais mensais e 73 anos, teve câncer de próstata. Após a cirurgia, passou a sofrer de disfunção erétil, nome chique de vocês sabem o quê. Afirmam os psiquiatras e psicólogos envolvidos no processo – sim, o ex-funcionário está processando o Senado Federal – que impotência é uma insolúvel tragédia masculina. Ou é resolvida de algum jeito ou os machos morrem – tipo tragédia grega. Mas, não é de hoje, a ciência oferece uma solução para estes sofredores: implante de prótese peniana.
Claro, com o desenvolvimento tecnológico, as próteses estão cada vez mais supimpas. Algumas, por conta da Copa e das Olimpíadas, já estão entrando no mercado falando inglês e francês. Além do mais, educadas em colégio de freiras, jamais dão vexame: sabem exatamente o momento de voltar para a toca.  Mas custam caro. Absurdamente caro. A prótese desejada pelo ex-funcionário custa, só ela, R$ 48.728,00. Sem contar a cirurgia, internação, adaptação – é, estão pensando o quê? Não é fácil não, é preciso aprender a lidar com a bichinha. Com 73 anos e aposentadoria tão boa – um brasileiro médio, para ganhar 23 mil Reais, precisa trabalhar no mínimo oito meses, isso se estiver bem empregado -, o funcionário poderia aceitar a prótese oferecida pelo Seguro Saúde do Senado, que garante o prazer de muita gente boa. Afinal, não é tão ruim assim. Não sei, dizem por aí, deste assunto eu realmente não entendo.
Os advogados que defendem os interesses do Senado juram que o pênis artificial maisantiguinho desempenha perfeitamente as suas funções: lava, passa, arruma, engoma e a única desvantagem é ser manipulado manualmente. Vira para cima, vira para baixo, o sujeito parece sofrer de eterno priapismo, mas tudo bem: desde que não entre num ônibus super lotado e se encoste em alguma senhora ou senhorita.... Afinal, qual situação não tem vantagens e desvantagens?
Mas o nosso amiguinho impotente, não é só teimoso, é vaidoso também. Segundo o seu advogado, o cliente faz questão de mudernidade porque o tal do aparato caríssimo, além de aparentar três volumes diferentes, de acordo com o gosto do freguês, é pré-conectado – gente, que pênis chique, pré-conectado a quê? Será um pênis pensante? – e inflado manualmente. Ou seja, o indigitado cidadão poderia usar roupas moderninhas, fazer sua corridinha em paz, dançar de rostinho colado como se usava no tempo dele (dele, o paciente, não do pênis, claro). Tudo isso com a possibilidade de quando a situação exigir, o feliz ressuscitado - tudo ao mesmo tempo agora - bombear o ar até alcançar o volume desejado, segundo a demanda do momento. Resumindo, um luxo.
Apesar de já ter recebido cinco negativas à sua pretensão (duas do Seguro Saúde do Senado e três da Justiça comum), a vítima não desiste. Pessoalmente, acho que ele está perdendo um tempo precioso enquanto rola este pode-não-pode. Afinal, a expectativa de vida de um homem residente em Brasília é de 76,2 anos. O ex-funcionário está brincando com a sorte. Se tivesse colocado uma prótese simplinha, já teria se divertido muito. Enfim, cada um sabe de si, talvez ele seja masoquista. O fato é que, entre idas e vindas às várias instâncias da Justiça, o caso chegou à Advocacia Geral da União, com lances de dramaticidade. Na exposição aos senhores juízes, o advogado lamenta que, por falta de uso condizente, o verdadeiro pênis do cidadão esteja encolhendo. Sim, senhores, o termo pouco jurídico que ele usou foi este: en-co-lhen-do. Consta do processo: um centímetro já foi para o brejo. Vamos combinar, àqueles que não têm mais nada, um centímetro é uma enormidade. Quem sou eu para discutir com o urologista que assinou tal diagnóstico? Mas, vem cá, também não estaria encolhendo por conta da idade? Afinal, o pretendente à traquitana finíssima já não é nenhum garotão.
Mas continua agindo como se não houvesse amanhã. Apesar de a Advocacia Geral ter lhe acenado com uma esperança: ele pagaria os custos da tão desejada prótese e a necessária cirurgia e o Senado o ressarciria de acordo com um preço estipulado pelo juiz, o cara está inflexível. Quer tudo de graça. Para alcançar seu objetivo, lançou um desafio assustador no fim da semana passada: ou o Senado assume absolutamente todas as despesas de seu novo e multifuncional pênis ou ele entregará à Imprensa o nome de senadores, inclusive ex-presidentes da casa, que dependem de próteses modernosas ou não para ciscar por aí. Todas pagas pelo dinheiro do contribuinte.
Uauuu, o Brasil é um Circo de Cavalinhos, há sempre uma atração no picadeiro. Já estou imaginando os Ministros Barbosa e Lewandowski, no Supremo, discutindo se há ou não chicana neste jogo de empurra-empurra peniano – sem trocadilho, por favor.
A verdade é que sinto pena do danificado em suas nobres funções masculinas. Rouba-se tanto neste país, o que custava lhe dar um acessório de vanguarda? Só quero ver se, realmente, ele colocar a boca no trombone.
É triste, meu povo, mas temos que reconhecer: o que nós vamos nos divertir com esta fofoca...

Angela Dutra de Menezes é escritora e jornalista
Share/Save/Bookmark