sábado, 19 de outubro de 2013

Fotos exemplares !

http://www.tripadvisor.com.br/InfoCenter-a_ctr.colourful2013BP



Clique no link lá em cima e aprecie,,,,!

E agora José?

http://america.aljazeera.com/articles/2013/10/16/crisis-addled-washingtonlurchestowardthenextone0.html

Crisis-addled Washington careens toward the next debacle

Deep, systemic factors drive dysfunction in Washington while fundamental differences separate the parties
Topics:
 
Congress
 
Debt Ceiling
 
Shutdown
shutdown statues
Members of the U.S. House of Representatives depart after a late-night vote on fiscal legislation to end the government shutdown, at the U.S. Capitol in Washington, late Wednesday.
Jonathan Ernst/Reuters
Speaker John Boehner, R-Ohio, conceded defeat Wednesday, as the House of Representatives fell in line with the Senate in voting for a bill to avert a national debt default and end the 16-day government shutdown largely on terms laid down by President Barack Obama. The 11th hour deal momentarily allays worries about global economic calamity, though another unhappy reality lies ahead: The next crisis is, as always, only a few months away.
The bill signed by the president early Thursday morning does little to resolve the issues at hand for long. The legislation only funds the government through Jan. 15, a mere three months away, and raises the nation’s borrowing authority until February, at which point another debt ceiling battle looms. This time, House and Senate negotiators are also charged with with drawing up a detailed budget plan for the next decade by Dec. 13.
Such appears to be the new normal for governance in the United States — one self-imposed crisis following on the heels of another, with enormous consequences for the American people.
“We have raised real questions here and abroad about whether our system of government can work,” said Lee Hamilton, a former Democratic congressman from Indiana and executive director of the Center on Congress at Indiana University. “We are paralyzed by these unending conflicts and crises, so the government is not able to handle even routine matters.”
Theories range on how it has come to be this way.
Some analysts say the dysfunctional government is just a symptom of the gaping chasm that exists between the two major parties on questions as large as the appropriate role and scope of government.
“It keeps on repeating because the underlying disagreements between the two parties haven’t been resolved, and that’s because the disagreements are quite fundamental,” said William Galston, a former policy adviser to the Clinton administration and fellow of governance studies at the nonpartisan think tank the Brookings Institution. “The policies that one party believes will spur economic growth are precisely the policies that the other party believes will stunt growth.”
debt ceiling
GRAPHIC: The politicization of the debt ceiling, in one chart
 
The apocalyptic deadlines in quick succession — for raising the debt ceiling, for funding government, for avoiding deep across-the-board cuts — are designed to break the impasse and soften the stances of Democrats and Republicans alike. But that tactic has proved ineffectual.
“They’re trying to light a fire for each chamber to have a reason to come to the table, but it’s not working,” said Joshua Huder, senior fellow at the Government Affairs Institute at Georgetown University. “What we're seeing here is bicameral dysfunction.”
Others point to the rise of lawmakers within the GOP whose philosophy tends toward no-government rather than limited government — a minority for whom it is not beyond the pale to affix policy demands onto decisions to greenlight typically mundane functions of government. Making matters worse, these lawmakers are outside the control of mainstream party leaders.
“There are two political disputes going on simultaneously,” said Galston. “One is between Democrats and Republicans. The other is within the Republican Party. If we had two mass armies but a single front, that’s bad enough, but what we have is two armies and an insurrection in one.”
The irony is that such brinkmanship prevents either party from enacting broader policy fixes, said Thomas Mann, a congressional scholar at the Brookings Institution who has long written about the rightward drift of the Republican Party.
“The problem with six week ‘fixes’ for government funding or debt ceiling increases is that they are not real solutions. They are the problem,” Mann and John Hudak, a fellow of governance studies, wrote last week. “They do not end political and economic hostage-taking. They simply provide a regular schedule of crises, and additional outlets for destructive demands from House Republicans.”
Still others note the systemic factors that are driving the increasing partisanship of lawmakers, from gerrymandering that creates safe congressional districts to the influx of big money in political campaigns that can fell an incumbent for not strictly hewing to the party line.
“We use political primaries to elect hard-liners who may not really be representative of their entire constituencies — people who are hard left or hard right who just don’t want compromise,” said Mickey Edwards, a former Republican congressman from Oklahoma. “They’re drawing an ideological line in the sand that’s created a different kind of legislator than we have had in the past.”
In addition, political leaders, like House Speaker John Boehner, see themselves as heads of their parties instead of heads of their respective legislative bodies, Edwards said.
What is the way out? Elected officials could come up with a political solution, with concessions from both, said Galston. Americans could get so sick of the brinkmanship that they deliver the Senate to the Republicans or the House to the Democrats in the next election, thereby unifying government.
A third option, Hamilton said, is if voters revolt and reinstitute the center in American politics, despite the fact that all the forces in politics seemingly tend toward extremism and partisanship.
“Voters cannot dodge responsibility here. They have brought us the people who have brought us gridlock,” he said. “My hope is the political center will emerge again, but it’s not a guarantee.”

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Carinho e respeito entre cães e gatos

http://www.edisproduction.de/2013/10/16/compilation-of-cats-stealing-dog-beds/


G1 - Após denúncia de maus-tratos, ativistas levam animais de empresa - notícias em Sorocaba e Jundiaí

G1 - Após denúncia de maus-tratos, ativistas levam animais de empresa - notícias em Sorocaba e Jundiaí
18/10/2013 04h06 - Atualizado em 18/10/2013 10h45


Após denúncia de maus-tratos, ativistas 




levam animais de empresa


Manifestantes invadiram laboratório de São Roque.
Empresa diz que realiza testes dentro de normas e exigências da Anvisa.





Dezenas de ativistas derrubaram um portão e invadiram, por volta das 2h desta sexta-feira (18), o laboratório do Instituto Royal, em São Roque, a 59 km de São Paulo. Eles levaram em carros próprios dezenas de animais que estavam no complexo, segundo a Guarda Municipal da cidade e a Polícia Militar, motivados pelas suspeitas de que os bichos sofriam maus-tratos no local.
Os manifestantes acusam o instituto de maltratar cães da raça beagle usados em pesquisas e testes de produtos cosméticos e farmacêuticos, além de usar no trabalho também coelhos e ratos. Segundo os ativistas, uma denúncia anônima havia alertado que os cães estariam sendo sacrificados desde as 14 de quinta (17) com métodos cruéis e que os corpos estariam sendo ocultados em um porão.
Ao "Bom Dia São Paulo", o Instituto Royal afirmou que realiza todos os testes com animais dentro das normas e exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e que a retirada dos animais do prédio prejudica o trabalho que vinha sendo realizado. Segundo o laboratório, que classificou a invasão como ato de terrorismo, a ação dos ativistas vai contra o incentivo a pesquisas no país.
Boletim de ocorrência
De acordo com o delegado Marcelo Sampaio Pontes, foram lavrados na manhã desta sexta dois boletins de ocorrência. O primeiro deles é por maus-tratos, em que uma integrante do Movimento Frente Antivivisseccionista do Brasil afirma que foram ouvidos "vários gritos de cães" no local, que indicavam que "indicavam que os animais estavam sendo submetidos a tratamentos cruéis" e que "sentiam muita dor". Segundo ela, os gritos dos cães eram ouvidos quatro vezes ao dia.
O segundo boletim de ocorrência é de furto qualificado, com base no relato dos policiais que acompanharam a manifestação e a invasão no instituto. Segundo eles, ao chegarem no local o prédio já havia sido invadido por cerca de 30 pessoas. Em seguida, outras 50 entraram. Os policiais disseram que dependências do estabelecimento foram depredadas e que cães ali mantidos foram subtraídos. Ele afirmaram ainda que não houve agressões por parte dos manifestantes contra seguranças do local.
A patrulha afirmou ainda ao delegado que "várias pastas contendo documentos, bem como computadores medicamentos e placas de acrílico contendo o que parecem ser testes foram recolhidos e apresentados pelos policiais". Um advogado e representante do Instituto Royal acompanhou o registro do boletim.
Segundo o delegado Pontes, a polícia faz uma perícia no local ainda pela manhã. Ele disse que a única coisa comprovada até o momento é que os cachorros foram furtados.
Manifestantes disseram que o laboratório tinha mais de 200 animais no local.
A Guarda Municipal da cidade informou que o protesto reuniu 120 pessoas, e que a maior parte invadiu o complexo após quebrar um portão por volta de 2h. A corporação confirmou que muitos ativistas levaram em seus carros animais do laboratório.
Cães retirados de laboratório em São Roque (Foto: Reprodução/TV Tem)Cães dentro do laboratório de São Roque que foi 
invadido na madrugada (Foto: Reprodução/TV Tem)
A PM de Sorocaba, que atende a região, informou que 50 pessoas entraram no imóvel, deprederam áreas do complexo e levaram vários animais em carros particulares.
Até por volta das 4h, não havia registro de confronto entre policiais e manifestantes. A PM, no entanto, pretendia levar para a delegacia local representantes do movimento, que poderiam, segundo a polícia, serem enquadrados por invasão, depredação e roubo de animais. Mas até esse horário ninguém havia sido detido.
O protesto começou por volta das 20h, e ganhou maior adesão no fim da noite. Os ativistas passaram boa parte da madrugada no local.
Segundo relatos de manifestantes, foi possível ouvir latidos supostamente de dor de cães.
No fim da noite de quinta-feira (17), a Polícia Civil de São Roque informou que registrou um boletim de ocorrência sobre a denúncia de maus-tratos.
Cães retirados de laboratório em São Roque (Foto: Reprodução/TV Tem)Segundo manifestantes, havia mais de 200 animais
no local (Foto: Reprodução/TV Tem)
Os manifestantes cercaram o complexo e tentaram vistoriar veículos do laboratório. Houve um princípio de confusão porque um dos motoristas da empresa se negou a abrir o carro.
A Guarda Municipal enviou quatro equipes ao local, duas para cada portão da empresa. A PM informou que deslocou 6 equipes por volta das 3h30.
O protesto acontece desde sábado (12), mas ganhou adesões nesta quinta por causa de boatos de que a empresa estava preparando a retirada e o sacrifício dos animais, depois que três vans e um caminhão de pequeno porte entraram no laboratório durante a tarde.
Uma reunião estava marcada para o fim da tarde desta quinta-feira, com a presença de ativistas dos direitos dos animais, funcionários da prefeitura e representantes do laboratório. O encontro foi cancelado porque a empresa informou que, por segurança, não mandaria um representante.
Nota de esclarecimento
A empresa Royal Canin, multinacional de origem francesa que fabrica alimentos para animais domésticos, divulgou uma nota na manhã desta sexta-feira (18) informando que, apesar da similaridade entre os nomes das duas empresas, não possui qualquer relação com o Instituto Royal.
Veja a nota na íntegra:
A Royal Canin do Brasil esclarece que NÃO TEM NENHUM VÍNCULO com o Instituto Royal que vem sendo apontado como realizador de pesquisas invasivas em animais (cães beagles). Acreditamos que a associação feita por algumas pessoas deva-se ao fato da similaridade de nomes.

Não realizamos e nem apoiamos testes que possam trazer sofrimentos aos animais.

A Royal Canin do Brasil, ainda em 2012, quando este assunto veio à tona,  tomou todas as medidas legais cabíveis, junto a Promotoria de Justiça do GECAP - Grupo de Atuação Especial de Combate aos Crimes Ambientais e de Parcelamento Irregular do Solo da Comarca de São Paulo - SP,  para assegurar e comprovar a inexistência de qualquer relação entre a empresa e o referido Instituto.

A Royal Canin, empresa fundada em 1968, na França, e instalada no Brasil desde 1990, fica à disposição através dos canais de atendimento:

SAC: 0800 703 55 88 (de segunda à sexta-feira, das 08:00h às 17:00h)
SAC Site: http://cadastro.royalcanin.com.br
tópicos:

G1 - Incêndio de grandes proporções atinge o Porto e deixa três vítimas - notícias em Santos e Região

G1 - Incêndio de grandes proporções atinge o Porto e deixa três vítimas - notícias em Santos e Região
18/10/2013 07h29 - Atualizado em 18/10/2013 09h31


Incêndio de grandes proporções atinge  




Porto e deixa três vítimas


Segundo os bombeiros, fogo começou por volta das 6h.
Três armazéns estão sendo destruídos pelas chamas.

Do G1 Santos

Incêndio de grandes proporções destrói armazéns no Porto de Santos (Foto: Reprodução / TV Tribuna)Incêndio de grandes proporções destrói armazéns no Porto de Santos (Foto: Reprodução / TV Tribuna)
O incêndio de grandes proporções que atinge o Porto de Santos desde o início da manhã desta sexta-feira (18) continua sem controle, apesar do combate dos bombeiros. Por volta das 8h40 um quarto armazém portuário começou a ser destruído pelo incêndio, que desde às 6h consome outros três terminais de açúcar. Para evitar que novas áreas sejam comprometidas, o Corpo de Bombeiros de São Paulo foi acionado para ajudar no combate.
Segundo informações da Prefeitura de Santos, pelo menos três pessoas ficaram feridas após a explosão dentro de um dos armazém e foram encaminhadas para o Pronto Socorro Central. O estado de saúde das vítimas ainda não foi divulgado.
Por volta das 6h, as pessoas que trabalham no Porto de Santos ouviram uma grande explosão. O fogo tomou conta de três armazéns de açúcar, sendo que em dois deles o teto já havia desabado por volta das 7h30. Apesar das tentativas dos bombeiros, o fogo continuou se alastrando e atingiu, por volta das 8h40, um quarto armazém.
Equipes dos Bombeiros e da Guarda Portuária estão trabalhando para tentar controlar o fogo que está se alastrando para outros locais. O armazém 11 é um dos que está sendo totalmente destruído. Funcionários estão ajudando os bombeiros para evitar que o fogo se espalhe ainda mais. Navios rebocadores também estão auxiliando no combate ao fogo e jogam água do mar no armazém incendiado. A cerca de 300 metros do local do incêndio é possivel sentir um calor e cheiro muito forte.

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Charge do Amarildo //

Do blog de Ricardo Noblat
Humor

A charge de Amarildo


Joselito Müller X Maria do Rosário...uma amostra da realidade...!

quarta-feira, outubro 16, 2013


MARIA DO ROSÁRIO, DOS DIREITOS HUMANOS, QUER TIRAR DO AR UM BLOG DE HUMOR QUE SE TRANSFORMOU EM VIRAL NAS REDES SOCIAIS.

A ministra Maria do Rosário, secretária de Direitos Humanos, resolveu pedir à Polícia Federal que investigue e responsabilize os autores do blog de humor Joselito Müller - Jornalismo destemido”, por causa de um post que ironiza a ministra. Em nota, o Ministério também revelou que pediu à empresa que hospeda o blog que retire o conteúdo do ar. 
Na verdade, o blog não é de “notícias falsas’, mas sim de textos de humor que ironiza não só Maria do Rosário, mas vários políticos, conforme se pode constatar lendo os textos. 
Depois que a Folha noticiou o fato na sua seção “Poder”, o blog Joselito Müller voltou à carga, postando um texto intitulado “Blogueiro que inventou boato sobre Maria do Rosário é internado em hospício.”
O fato caiu nas redes sociais e acabou se transformando um viral o que levou o blog, ao que parece, a bater recordes de audiência nesta quarta-feira.
Transcrevo a notícia da Folha de S. Paulo e abaixo a “suíte”, da matéria postada no blog Joselito Müller - Jornalismo destemido.
Leiam:
A ministra Maria do Rosário (Secretaria de Direitos Humanos) pediu nesta quarta-feira (16) à Polícia Federal que investigue e responsabilize os autores do blog "Joselito Müller - jornalismo destemido", de notícias falsas.
Sob o título "Maria do Rosário se comove ao ver vídeo de assaltante baleado", o site veicula, desde terça-feira (15), texto que atribui à ministra frases como "É necessário compreender que quando uma pessoa dessas, vítima do capitalismo selvagem, atira em alguém, fomos nós que lhes demos a arma e a municiamos".
"A Secretária Nacional de Direitos Humanos, Maria do Rosário, declarou essa manhã que ficou 'comovida' ao assistir vídeo que virou viral na internet, que mostra um policial alvejando um assaltante, logo após este último tentar roubar a moto de um cidadão", diz o site, que não revela a identidade de seus autores.
"Atenção: Este é um blog de zuação! Não leve a sério, embora os textos sejam verossímeis", dizem os autores.
Entre as notícias veiculadas pelo blog, estão: "Flamengo passará a exigir certidão de antecedentes criminais para contratar jogador", "Brasil exportará maconha para o Uruguai" e "Atendendo a agenda do politicamente correto, Marta Suplicy manda mudar nome do escultor Aleijadinho".
Em nota, a Secretaria Nacional de Direitos Humanos diz que solicitou à empresa que hospeda o site que retire o conteúdo do ar. "Ao atribuir falsas declarações à ministra, o blog comete um ato criminoso e fere princípios éticos fundamentais", diz a pasta.
"Sou defensora plena da liberdade de expressão, mas a manipulação é inadmissível. No caso específico, minha opinião é clara: o policial agiu dentro da lei", diz a ministra, em nota.
Folha tentou contato com os autores do blog por meio de mensagens no próprio site, mas, até a última atualização desta reportagem, ainda não tinha obtido retorno. Do site da Folha de S. Paulo

Blogueiro que inventou boato sobre Maria Rosário é internado em hospício

Após espalhar boato que ganhou enorme repercussão nas redes sociais nas últimas vinte e quatro horas, o blogueiro Joselito Müller foi preso na manhã de hoje.

Joselito, autor do blog “Jornalismo destemido”, divulgou falsa notícia segundo a qual Maria do Rosário teria “ficado comovida ao ver vídeo de policial alvejando assaltante” (veja a postagem)

Conduzido à sede da Polícia Federal em Natal, Rio Grande do Norte, ele foi inquirido o motivo pelo qual inventou falsas declarações atribuídas à secretária nacional de direitos humanos, Maria do Rosário, respondendo que, “viajei pro futuro e vi ela dizendo isso. Como divulguei antes e pegou mal, ela desmentiu”.

Joselito se referiu à nota divulgada pela Secretaria de Direitos Humanos sobre o fato: Confira.

Face a falta de sentido de suas declarações, Joselito foi submetido a exame psiquiátrico, sendo diagnosticado como esquizofrênico.

Diante de tal diagnóstico, ele foi conduzido ao manicômio judicial, onde aguardará o curso da ação penal que responderá.

Segundo o advogado de Joselito, “caso seja considerado que ele cometeu algum delito, ele será submetido a medida de segurança.”

Joselito não se abalou com a custódia cautelar, pois disse que “apesar dos pesares, foi a primeira vez que alguém conseguiu fazer com que ela (Maria do Rosário) desse uma declaração em favor da polícia.” Do blog Joselito Müller

Paul Virilio: Penser la vitesse / Uma explicação da realidade

Raquel Sheherazade fala sobre resolução da Justiça Paulista não aceitar denúncias de membros do PCC // SBT JORNAL

JORNALISMO DO SBT 

video
http://www.sbt.com.br/jornalismo/?id=50175


Ensaio escatológico de Diogo Mainardi sobre o Brasil atual


"O impeachment, na minha visão, funciona como o botão que se aperta para dar descarga na privada. Você já fez... o que precisava ser feito e não precisa mais olhar os seus dejetos, misturados ao papel higiênico usado. E se tudo ainda não for pelo buraco adentro, engolido pelo jorro de água, você aperta o botão de novo. Simples, o impeachment.
Hoje, milhões de brasileiros apertaram o botão que deveria fazer sumir essa bosta de governo petista. Há um misto de repugnância e exasperação nas pessoas. Digamos - para continuar com a imagem escatológica - que estamos sofrendo uma insuportável prisão de ventre que faz doer a barriga, em espasmos. Nossos intestinos estão cheios, empanturrados com fatos e verdades não só sobre as mazelas do Planalto.
Mas o Congresso...meu Deus, três bandidos condenados na Comissão de Justiça? O Renan, julgado corrupto, decidindo o que serve para nós, povo brasileiro? Os congressistas, deputados federais, a maioria sendo processada por "malfeitos", para usar a expressão do FHC? Seriam eles o nosso purgante salvador? Nem pensar. Mais da metade desses indivíduos nem eleitos foram. Eram vice, pagaram as despesas de campanha, o titular se retirou para alguma "boca" combinada previamente e o agora premiado senador senta sua bunda na cadeira para fazer negócios.
Concorrência pública?...quem dá mais comissão leva. Esses caras exageraram, canalhas contumazes, viciados por anos e anos de impunidade. Eles tem alçadas de poder, verbas de tudo quanto é jeito, sinecuras - e agora preparam seus filhotes para lhes suceder na boca rica. O nepotismo corre solto. Não há o que se esperar deles, não virá de lá nenhuma atitude cívica - como votar o impeachment da Dilma.
Pois eles também deveriam ser "impichados". Vale o mesmo sentimento para com a Justiça, que a imprensa todo dia mostra como um vulgar balcão de negócios e interesses. A Petrobrás, o BNDES, as estatais...tudo aparelhado pelo Lula e sua quadrilha. A Dilma preside esse lupanar (palavra antiga, puteiro seria melhor) com seu beicinho arrogante, perpetrando absurdos com a cumplicidade de seus 39 (trinta e nove) ministros. Nem vou listar os despautérios, quem não é analfabeto, do MST ou bóia-fria sabe de cor que aquela senhora Dilma extrapolou.
Ela, no passado, conseguiu até falir uma lojinha de badulaques chineses, seu maior empreendimento até ser guindada a ministra pelo pior dos brasileiros vivos, essa desgraça chamada Lula. Então é o seguinte: hoje, as manifestações apertaram o botão da privada, coletivamente, num ato de dignidade e consciência política. Mas lá dentro da privada a merda rodou, rodou - e não foi embora. Falta um balde de água. Falta uma mudança total, de tudo. Falta uma greve geral que tenha a força de liquidar essa quadrilha do PT, incrustada no poder.Falta o impeachment da Dilma. Quem será essa pessoa que vai salvar os restos deste país?"

Nossas mãos, as mãos alheias, elas estão limpas ?


Monólogo das mãos
Bibi Ferreira no programa do Jô 

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Fotos da Natural Geographic // O Poder da Fotografia

http://viajeaqui.abril.com.br/materias/o-poder-de-fotografia-galeria-de-fotos?utm_source=redesabril_ngb&utm_medium=facebook&utm_campaign=redesabril_ngb#7

EDIÇÃO 163/OUTUBRO DE 201304/10/2013   atualizado 22h 16/10/2013

O Poder de Fotografia - Galeria de fotos

Os fotógrafos usam as câmeras como instrumentos de exploração e de mudança. Suas imagens são a prova de que essa arte faz a diferença – hoje mais do que nunca

por Robert Draper
Uma grande foto pode tornar explícitas todas as facetas deste mundo e fazer com que jamais voltemos a vê-lo como antes.
Confira acima as imagens que ilustram as páginas 38 e 39 da edição de outubro de 2013 de NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL - Especial 125 anos