Postagem em destaque

Slow Motion Bossa Nova - Celso Fonseca & Ronaldo Bastos

Encante-se ...!

sábado, 6 de julho de 2013

Você, eleitor, pode viajar de graça em aviões.... só que de carga

http://odia.ig.com.br/noticia/brasil/2013-07-06/aviao-padrao-fifa-so-para-as-autoridades.html
 - Atualizada às 

Avião 'padrão Fifa' só para as autoridades

Todo brasileiro tem direito a pegar 'carona' nos aviões da FAB. Mas governantes voam de jatos executivos e cidadãos comuns embarcam em aeronaves de carga

O DIA
Rio - Não são apenas as autoridades brasileiras que podem viajar de graça em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). Qualquer cidadão tem o ‘mesmo’ privilégio que os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), que provocaram polêmica ao usar aeronaves para compromissos pessoais. Com diferenças. Enquanto os políticos podem cruzar o país em um confortável jatinho VC-99 Legacy, o contribuinte comum só viaja quando há vaga em modelos de carga, como o C-130 Hércules.
Para visitar a família em Salvador, na Bahia, a secretária Gildete Luz, de 26 anos, usou o serviço diversas vezes. “A gente chegava na base aérea e se inscrevia. Às vezes, tinham previsão de voos no ato da inscrição, mas era difícil”, relembra a moça, que fez mais de 10 viagens com a mãe e o irmão. “Uma vez fomos em um avião pequeno bem desconfortável. As ‘poltronas’ eram tipo uma rede” conta a secretária, que embarcava junto com militares e seus parentes em modelos menos rústicos.
Avião da FAB usado pelas autoridades
Foto:  Divulgação
Enquanto isso, para ir ao casamento da filha do líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM) — no dia 15 de junho em Porto Seguro — o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), acompanhado da mulher, solicitou a ‘carona’ no jatinho VC-99B. Para Calheiros, a vigem de graça é rotina.
Já a designer, Níbia Cardoso, 37, precisou ir até São Paulo, em 2007, e ficou surpresa ao saber que poderia fazer a ponte aérea sem mexer no bolso. “Um amigo militar residente em Campinas me informou sobre essa possibilidade. Liguei para o Correio Aéreo Nacional (CAN) do Galeão na época e vi que era verdade”. Com sorte, conseguiu voo um dia após a inscrição. “Atrasou mais de uma hora, porque os mecânicos estavam realizando alguma manutenção”, relembra. Para voltar não foi tão fácil. “Só consegui confirmar em cima da hora. Acabei desistindo, porque não daria tempo de retornar a Guarulhos e voltei de ônibus mesmo”, conta.
O decreto N° 4.244, de 22 de maio de 2002, regulamenta o uso de aeronaves para autoridades por razões de segurança e emergência médica, em viagens a serviço e deslocamentos para o local de residência permanente. Mas a FAB não exige comprovação da finalidade da viagem, apenas atende à solicitação.
O avião que pode ser usado pela população
Foto:  Divulgação
COMO SE INSCREVER
Para ter acesso ao benefício, o público deve comparecer pessoalmente a um posto CAN, preencher uma ficha e anexar cópia da identidade e comprovante de residência. A viagem vai depender da disponibilidade de voos e tipo de missão da FAB para o destino desejado. Os horários de atendimento são de segunda a sexta, das 8h ás 16h. A inscrição é feita na Base Aérea do Galeão.
Senador vai devolver R$ 32 mil
Renan Calheiros anunciou ontem que iria desembolsar R$ 32 mil para pagar a despesa da viagem que fez no avião da FAB. Na quinta-feira, Renan insistiu: “O avião da FAB usado por mim é um avião de representação. E eu o utilizei como tenho utilizado sempre, na representação como presidente do Senado.” Em nota oficial divulgada ontem, a Secretaria de Imprensa da Presidência do Senado admitiu que o uso do avião era “objeto de dúvidas levantadas pelo noticiário”.
Ainda nesta sexta, o ministro da Previdência, Garibaldi Alves, também decidiu devolver aos cofres públicos o valor gasto — não informado —, por viagem do Ceará para o Rio. A Procuradoria da República abriu investigação para apurar se o presidente da Câmara, Henrique Alves (PMDB-RN), cometeu irregularidade ao viajar em um avião da FAB para o Rio no domingo. Alves já cobriu o gasto com a viagem.
Senador mineiro chama uso de aviões de ‘lamentável’
No Rio nesta sexta, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) chamou de “lamentável” o uso de aviões da FAB por autoridades em atividades extraoficiais. “A classe política, principalmente, tem que compreender que existe um Brasil novo, reivindicante, surgindo, e ela deve estar muito atenta a esse clamor, se não, ela será expelida”, disse o parlamentar, depois de participar de encontro do Instituto Teotônio Vilela, no Leblon.
Sobre a Reforma Política, Aécio disse que, na terça-feira, o partido fará reunião para tratar do assunto: “Defenderei o voto distrital misto, o fim das coligações proporcionais e o mandato de cinco anos sem reeleição”.
O ex-governador de Minas deu sinais de que a aliança com o DEM fluminense pode estar perto de sair do plano das ideias. Depois de explicar que, no momento, “não descartamos nada”, passou a elogiar o vereador Cesar Maia, candidato virtual do DEM a governador em 2014.
“O Cesar Maia é um grande companheiro. O Democratas tem sido um aliado nosso na resistência oposicionista depois que se instalou no Brasil o governo de cooptação”, disse. Por e-mail, Cesar Maia foi econômico ao comentar os elogios do ‘companheiro’: “Quando o PSDB quiser, a agenda será deles. Ainda estamos na fase de avaliações. Candidaturas só no final do ano, após as definições de domicílio partidário”.
LEARJET VU-35 
FORÇA AÉREA BRASILEIRA

Fabricante:
Gates Learjet Corporation
Missão: Avião de reconhecimento fotográfico e transporte executivo
Tripulação: 3
Comprimento: 14,83 m
Envergadura: 12,04 m
Altura: 3,73 m
No transporte de autoridades e no reconhecimento fotográfico, o Learjet demonstra sua versatilidade. Um dos mais populares jatos executivos de todos os tempos.

HÉRCULES C-130 
FORÇA AÉREA BRASILEIRA

Fabricante:
Lockheed Martin
Missão: Transporte aéreo
Passageiros: Mais de 90 pessoas
Comprimento: 39m
Envergadura: 40,4 m
Altura: 11,6 m
São missões do C-130 na FAB o transporte de carga, transporte de tropas, apoio ao programa antártico brasileiro, lançamento de paraquedistas e busca e salvamento.

Reportagem: Constança Rezende e Larisa D'Almeida


    A Voz das Ruas serve para vândalos, inocentes úteis, gente boa, políticos, humoristas, desempregados, bandidos... Ela é democrática


    • FLIP 2013: piauí Herald lança versão atualizada de fábulas infantis

      FLIP 2013: piauí Herald lança versão atualizada de fábulas infantis
      Sem medo de cunhar uma máxima, afirmamos que os clássicos são eternos. Convencido dessa verdade, o braço editorial de The piauí Herald lança, com desassombro e em desafio aos humores passageiros do mercado, esta coleção de fábulas e contos infantis que, desde sempre, estimularam a imaginação de incontáveis gerações de petizes. Em resposta a Game of Thrones e Hunger Games, escapismos típicos da indústria cultural – à qual resistimos, leitores de Adorno que somos –, oferecemos aos brasileirinhos histórias solidamente ancoradas na experiência humana, que os levarão não só a conhecer os desvãos da existência, como também os ajudarão a construir uma bem-sucedida carreira política, que, porventura, culminará no merecido cargo comissionado. — Leia o post completo.

    • Dilma contrata 30 mil jornalistas cubanos

      Dilma contrata 30 mil jornalistas cubanos
      GRANMA - Preocupada com a queda de popularidade, a presidenta Dilma Rousseff reuniu a imprensa para anunciar a contratação imediata de 30 mil jornalistas cubanos. "Proporei um plebiscito à Nação, no qual movimentos sociais cooptados poderão se manifestar sobre a propriedade de uma reforma ampla e profunda no Partido da Imprensa Golpista", exaltou-se a mandatária, mordendo um exemplar da revista Veja. E logo emendou: "O povo não é bobo, abaixo a Rede Globo" — Leia o post completo.

    • Dilma recua e decide voltar à guerrilha urbana

      Dilma recua e decide voltar à guerrilha urbana
      IBIÚNA – Animada com as manifestações nas ruas, Dilma Rousseff resolveu recuar, mas  recuar de verdade. A presidenta decidiu resgatar seu passado de militante e juntar-se aos protestos, incendiando-os de vez. "Eu não estava me aguentando naquele cercadinho do Planalto, meus filhos", disse, em pronunciamento à nação. A seguir, convocou uma passeata nacional, "do Oiapoque ao Chui, para arrebentar com as estruturas", e autorizou que os manifestantes usassem balas de borracha e gás pimenta contra a polícia. Num momento de extrema franqueza, a mandatária reconheceu que não consegue se despir totalmente das vaidades pequeno-burguesas: "Eu vou aproveitar para me manifestar contra esse IPI exorbitante que incide sobre o laquê", afirmou. — Leia o post completo.

    • Passe Livre aceita receber Joseph Blatter

      Passe Livre aceita receber Joseph Blatter
      PRAÇA DA SÉ – Depois de insistir uma semana por audiência com o Movimento Passe Livre, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, foi recebido hoje à tarde por alguns militantes. O cartola pediu que os ativistas maneirassem nos protestos para garantir a realização da Copa no Brasil. “Tem que se manifestar com fair play”, defendeu Blatter, enquanto Jerôme Valcke, ao fundo, tocava a sua caxirola. “Ainda podemos levar a Copa pra Miami e vocês vão ter que se contentar com protestos contra o José Maria Marin”, disse Blatter. — Leia o post completo.

    • Cabral exige passe livre para Paris

      Cabral exige passe livre para Paris
      CINELÂNDIA – Numa semana atípica, em que estava de passagem pelo Rio, o governador Sergio Cabral se mostrou animado com a diminuição do preço do ônibus, das barcas e do metrô e decidiu engrossar a onda de manifestações. “Ninguém aguenta mais o preço da ponte aérea Rio–Paris. A mobilidade é um direito fundamental da população e está gravemente ameaçada pelo lucro pornográfico das companhias aéreas”, escreveu em seu mural no Facebook. Os prefeitos do Rio, Eduardo Paes, e de São Paulo, Fernando Haddad, curtiram e compartilharam o desabafo. Mais cauteloso, Geraldo Alckmin prometeu criar uma linha direta entre Pindamonhangaba e Miami a preços populares. “Vamos apertar os cintos para realizar esse antigo sonho da alma paulista”, discursou o governador. — Leia o post completo.

    • Renan admite que viajou na maionese em avião da FAB

      Renan admite que viajou na maionese em avião da FAB
      ESPAÇO AÉREO - Cliente Platinum Bold do programa de milhagem da FAB, o senador Renan Calheiros admitiu que viajou na maionese a bordo de uma aeronave da Força Aérea Brasileira. "Como o pessoal anda muito exaltado, anuncio que vou usar minhas milhas para construir cinco escolas em Alagoas", defendeu-se, para, em seguida, mandar um recado aos manifestantes: "Sem turbulência! Sem turbulência!", batucou na mesa. — Leia o post completo.

    • Eike Batista organiza manifestação na Bovespa

      Eike Batista organiza manifestação na Bovespa
      BANCARROTA - Inconformado com a falta de investimentos púbicos em seus investimentos privados, o empresário Eike Batista anunciou que montará um acampamento em frente à Bovespa. "Da Copa, da Copa, da Copa eu abro mão. Eu quero é mais dinheiro pra subir a minha ação", bradava o ex-rico, erguendo um coquetel Smirnoff. Ao avistar um grupo de diretores do BNDES, puxou o coro: "Sem inclemência! Sem inclemência!". — Leia o post completo.

    • Dilma lança bomba de efeito moral contra manifestantes

      Dilma lança bomba de efeito moral contra manifestantes
      BRASILIA – Após se reunir com governadores arruaceiros e prefeitos vândalos, a presidenta Dilma Rousseff lançou uma enorme bomba de efeito moral no ventilador do Congresso Nacional. "A Dilminha acordou", disse, enfática. Em um discurso histórico, a presidenta elencou cinco propostas para debater temas que estavam se arrastando por décadas. "Meus amigos e minhas amigas, depois de ouvir a voz das ruas, anuncio, com muito orgulho, o fim das transmissões de Galvão Bueno." — Leia o post completo.

    • Violência policial foi obra de minoria, diz Cabral

      Violência policial foi obra de minoria, diz Cabral
      AV. PRESIDENTE VARGAS – Numa entrevista coletiva concedida há pouco, o governador do Rio, Sergio Cabral, elogiou as forças da ordem pela repressão cordial aos protestos que levaram 300 mil manifestantes às ruas da capital na noite de ontem. “A polícia deu um exemplo de civilidade”, disse Cabral, depois de pedir silêncio ao secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, que cantarolava a seu lado: “Sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor”. “O excesso de entusiasmo cívico de uma minoria de policiais não deve ofuscar a delicadeza com que nossos homens agiram no trato com os manifestantes”, completou o governador. — Leia o post completo.

    • FIFA aumenta o preço dos ingressos em 20 centavos

      FIFA aumenta o preço dos ingressos em 20 centavos
      ZURIQUE - Aturdido com a recepção da torcida brasileira na abertura da Copa da Confederações, Joseph Blatter anunciou medidas para a Copa do Mundo. "As vaias estão fora do padrão FIFA e não serão permitidas no ano que vem", lembrou. Em seguida, anunciou um aumento de 20 centavos no preço dos ingressos. "Precisamos selecionar melhor o público de uma Copa do Mundo", justificou. — Leia o post completo.

    Várias lutas de tirar o sono de sábado.... // Anderson Silva contra Chris Weidman luta de médios no UFC 162

    http://sportv.globo.com/site/programas/sensei-sportv/noticia/2013/07/dana-white-se-spider-ganhar-sera-o-momento-certo-para-uma-superluta.html
    06/07/2013 08h30 - Atualizado em 06/07/2013 08h30


    Dana White: 'Se Spider ganhar, será o 




    momento certo para uma superluta'

    Presidente do UFC afirma que Georges St-Pierre ou Jon Jones podem ser adversários, mas deixa a entender que está mais para o meio-pesado



    Por SporTV.comLas Vegas



    O sonho dos fãs de assistirem a uma superluta de Anderson Silva, seja contra Georges St-Pierre ou Jon Jones, passa, fundamentalmente, por uma vitória neste sábado contra Chris Weidman, na 11ª defesa de cinturão do campeão dos médios no Ultimate, pelo UFC 162, em Las Vegas (EUA). Quem garante é o presidente da organização, Dana White, que se derreteu em elogios ao campeão durante entrevista para o SporTV.
    - Se Anderson Silva for lá e bater Chris Weidman será com certeza o momento certo para uma superluta. O homem alcançou tudo, fez tudo que se pode esperar de um campeão. Ele é um dos mais incríveis seres humanos que se pode assistir. Não só nas lutas, estou falando de todos os esportes - afirmou.
    Dana não confirmou quem seria o adversário caso Anderson vença Weidman, mas deixou a entender que está mais para Jon Jones, já que ao citar as condições do combate, não cogitou que Anderson desça de peso para enfrentar Georges St-Pierre, apesar de dizer que ele é um dos candidatos quando questionado sobre quem enfrentaria o Spider.
    - GSP ou Jon "Bones" Jones. Para acertar a luta temos que ver se Anderson sobe para 93 kg ou se fazemos um peso combinado. Ou se fazemos com Jon Jones nos meio-pesados e Anderson luta no peso que quiser. Esta luta não é para o cinturão, é para o maior lutador peso por peso do mundo - concluiu.
    •  
    Anderson Silva e Jon Jones tiram foto juntos em evento esportivo nos EUA (Foto: Getty Images)Anderson Silva e Jon Jones: luta dos sonhos pode acontecer se Spider vencer Weidman (Foto: Getty Images)
    O UFC 162 será disputado neste sábado, em Las Vegas (EUA), com Anderson Silva x Chris Weidman como atração principal. No dia do evento, o canal Combate exibirá ao vivo o evento completo a partir de 19h, direto de Las Vegas. O Combate.com vai transmitir, também ao vivo, o duelo entre Mike Pierce e David Mitchell e acompanhará todas as lutas em Tempo Real. A TV Globo transmite os principais duelos do UFC 162 na madrugada de sábado para domingo com atraso, por força de contrato.
    UFC 162
    6 de julho de 2013, em Las Vegas (EUA)
    CARD PRINCIPAL
    Anderson Silva x Chris Weidman
    Frankie Edgar x Charles Do Bronx
    Tim Keneddy x Roger Gracie
    Mark Muñoz x Tim Boetsch
    Cub Swanson x Dennis Siver
    CARD PRELIMINAR
    Chris Leben x Andrew Craig
    Norman Parke x Kazuki Tokudome
    Edson Barboza x Rafaello Trator
    Gabriel Napão x Dave Herman
    Seth Baczynski x Brian Melancon
    Mike Pearce x David Mitchell

    Slow motion bossa nova // Celso Fonseca

    http://youtu.be/PiBz8QXQUB4
     >>> Toque no link e fique satisfeito com a melodia, a harmonia e relaxe
    1233690487_celso_fonseca__close__foto_washington_possato.jpg (421×316)
    Feliz sábado ...!
    Boa viagem...!

    Vitrine de jornais e revistas em 06/07

    06/07/2013 - 07h30

    Veja as manchetes dos principais jornais e revistas deste sábado

    DE SÃO PAULO

    *
    Jornais nacionais
    O Estado de S.Paulo
    Dilma busca apoio fora do Congresso para plebiscito
    O Globo
    Às custas do tesouro: TCU usa verba da fiscalização para pagar auxílio a ministros
    Correio Braziliense
    Justiça retoma área de grileiros no Lago Norte
    Estado de Minas
    O plebiscito que nós queremos
    Zero Hora
    Inflação ultrapassa teto e pressiona juro
    *
    Carta Capital
    A águia é o Big Brother
    Época
    O novo ativista digital
    IstoÉ
    Porque o Brasil precisa importar médicos
    Veja
    O governo não entende a língua falada nos protestos
    *
    Jornais internacionais
    The Washington Post (EUA)
    Aborto volta ao centro das atenções nacionais
    The Times (Reino Unido)
    Polícia se desculpa por roubar nomes de crianças mortas
    Le Monde (França)
    Sarkozy acelera seu retorno à arena política
    El País (Espanha)
    Golpe militar no Egito leva a violentos confrontos com os islâmicos
    Clarín (Argentina)
    Macri e Bonfatti não somam dólares de dinheiro

    sexta-feira, 5 de julho de 2013

    Maratona em semifinal de Wimbledon : 4 horas e 43 minutos...! Novak Djokovic venceu Juan Martin del Potro


    Djokovic Outlasts del Potro in Epic Wimbledon Semifinal

    Kerim Okten/European Pressphoto Agency
    Novak Djokovic reacts during his Wimbledon semifinal match against Juan Martín del Potro  on Friday.
    WIMBLEDON, England — In an age of Twitter and text messages; of instant gratification and challenged attention spans, men’s tennis continues – despite all the ferocious currents to the contrary -- to excel at long form.

    The marathon men were at it again on Friday, this time on Centre Court at Wimbledon in the sunlight, where yet another pair of powerful, evenly matched rivals relentlessly and good-naturedly sent each other scrambling, lunging, sprawling to every straight line and corner of the most famous patch of grass in the game.
    “It was one of the best matches I have been a part of; one of the most exciting, definitely,” said the eventual winner Novak Djokovic.
    That is well and truly quite a statement considering how many keepsake matches Djokovic has lived, laughed and suffered through in recent years.
    He already had played two just this year: his terrific, high quality five-set victory over Stan Wawrinka in the fourth round of the Australian Open and the clay-court chef d’oeuvre of a French Open semifinal that ended up with Rafael Nadal celebrating and Djokovic ruing what might have been.
    Friday’s 7-5, 4-6, 7-6 (2), 6-7 (6), 6-3 victory over Juan Martin del Potro of Argentina now rightfully joins the club.
    At four hours and 43 minutes, it was the longest semifinal in the history of Wimbledon, the oldest tournament in tennis, and yet it so rarely dragged; so rarely gave the crowd the slightest desire for resolution even if their own Andy Murray was being delayed from taking the court because of all this guts and brilliance on the full stretch.
    They do have world-class wingspans, Del Potro and Djokovic. Del Potro is 6-foot-6, or 1.98 meters, and can produce astounding and precisely controlled power from the corners, particularly his forehand corner, with one of his wunder-thunder-strokes late in the fourth set clocking in at 113 miles per hour and leaving Djokovic staring at the spot where it had just landed in disbelief.
    But Djokovic, the game’s elastic man, repeatedly returned the favor: stretching into splits in the backcourt and the forecourt to transform Del Potro’s rightful winners into extended rallies.
    “It was a really high-level match during four hours, hitting so hard the ball,” Del Potro said, looking happier than one might have expected. “I think it was unbelievable to watch but of course I’m sad because I was so close.”
    In truth, he was and he was not. Yes, Del Potro played and still lost a great first set. Yes, he had chances to take command of the third set before losing it in a tiebreaker. And yes, above all, he bravely saved two match points in the fourth-set tiebreaker to extend the match — quite deservedly — into a fifth set.
    But Djokovic, one of the sport’s great managers of risk and reward, was never anywhere near the brink of defeat, and he will now have a chance to win his second Wimbledon against Murray, who defeated Jerzy Janowicz in Friday’s second semifinal.
    “In the end I think he played unbelievable,” Del Potro said. “I played my best tennis ever on grasscourt for a long time, but it was not enough to beat the number one in the world.”
    It is not as if the 8th-seeded Del Potro did not know how to beat Djokovic on grass. He did it here at the All England Club just last year in the bronze-medal match at the Olympics: a best-of-three set affair that contained all the emotion of best-of-five.
    Del Potro then beat him again in the semifinals of the prestigous hard-court event in Indian Wells in March.
    But those results remain exceptions to the rule in their rivalry. Djokovic has now won 9 of their 12 matches and has won all four of their matches in Grand Slam tournaments.
    Djokovic has an edge in mobility, even if Del Potro moves remarkably well for man of his size. Djokovic has an edge in versatility, even if Del Potro can do plenty of damage in the forecourt as well as the backcourt. But even if Del Potro has the edge in raw, flat power, Djokovic also believed he had the edge on Friday in staying power.
    “I have lost a long match in French Open just a few weeks ago. You can't win all the matches. But I know that when we get to the fifth set, when I play a top player at the later stages of a major event especially, this is where your physical strength but also mental ability to stay tough can, you know, decide the winner of that match.
    This article has been revised to reflect the following correction:
    Correction: July 5, 2013
    An earlier version of this article misspelled the name of the player who lost to Andy Murray. He is Jerzy Janowicz, not Jery Janowicz.

    Frase... Reinaldo Azevedo

    Blogs e Colunistas