Postagem em destaque

Slow Motion Bossa Nova - Celso Fonseca & Ronaldo Bastos

Encante-se ...!

sábado, 12 de janeiro de 2013

Seleção de fotos será escolhida por Facebook, Twitter e outras mídias. Você pode votar!


Seleção online celebra fotos feitas por satélites

Atualizado em  12 de janeiro, 2013 - 06:59 (Brasília) 08:59 GMT
Foto aérea mostra festival em deserto dos EUA
Uma empresa de imagens via satélite convocou participantes de redes sociais para escolher suas melhores fotos de 2012, e a eleita foi a de um enorme festival realizado nos EUA.
O retrato aéreo do chamado Burning Man Festival, no estado americano de Nevada, recebeu a maior parcela dos 2.900 votos postados por Facebook, Twitter e outras mídias online.
A foto, feita em 28 de agosto pelo satélite WorldView-2, mostra de longe barracas, veículos e participantes reunidos no deserto do Nevada para uma celebração anual de música, artes e performances.
Monte Fuji foi fotografado sob uma nuvem
Outras 20 imagens da empresa DigitalGlobe participaram da seleção informal promovida na internet pela própria companhia.
Entre elas estão represas, cidades e paisagens naturais fotografadas por satélites em diversas partes do mundo, além de cenas marcantes de 2012, como uma foto aérea do naufrágio do navio Costa Concordia, na Itália, e uma imagem da Vila Olímpica de Londres.

Cume atrás das nuvens

Desenho feito na paisagem da Grã-Bretanha também está entre fotos favoritas
A segunda colocada, por apenas 45 votos a menos na preferência dos internautas, é uma foto do Monte Fuji, o mais alto do Japão, com seu cume encoberto por uma nuvem.
Entre as fotos mais votadas estão também a de um desenho de uma mulher, conhecido como "A Dama do Norte", feito na paisagem da cidade britânica de Cramlington (norte). E também uma foto de uma cadeia de vulcões nos Andes chilenos.
Estas e as demais finalistas podem ser vistas na Cliquepágina da empresa no Facebook.

Costa Concordia será removido até setembro...


Navio Costa Concórdia será desencalhado até setembro

Atualizado em  12 de janeiro, 2013 - 15:11 (Brasília) 17:11 GMT
Naufrágio do COsta Concórdia (foto: AFP)
Naufrágio do navio Costa Concórdia na costa da ilha de Giglio, na Itália
Especialistas em resgate afirmaram que o navio Costa Concórdia será removido das águas da costa da ilha italiana de Giglio no máximo até setembro.
A promessa acontece na véspera do aniversário do naufrágio, no qual mais de 30 pessoas perderam suas vidas.
O navio está parcialmente submerso ao lado de uma área de preservação marinha.
A operação de resgate - que tem sido marcada por diversos atrasos - visa desencalhar a embarcação e rebocá-la até a costa sem ter que desmontá-la.
Parentes das vítimas fatais do acidente começaram a chegar a Giglio para participar de rituais fúnebres.
O navio afingiu um rochedo e afundou na costa italiana em 13 de janeiro de 2012.
O capitão da embarcação foi acusado de naufrágio, assassinato e por abandonar o navio antes de todos os passageiros terem saído em segurança.

Turismo

Moradores locais estão desesperados para que o navio seja retirado do local rapidamente. Isso porque eles dependem do turismo na região, segundo o correspondente da BBC em Roma, Alan Johnston.
O navio encalhado atrai alguns curiosos para o local, mas eles permanecem por lá por pouco tempo e quase não fazem gastos.
Já as visitas de turistas mais tradicionais, que procuram a ilha para passar temporadas mais longas, caíram cerca de 40%.
Segundo Johnston, as pessoas simplesmente não querem passar suas férias em um local onde acontece uma grande operação de resgate.
Além disso, a presença do navio próximo ao porto local serve apenas como uma constante lembrança do acidente para moradores locais.

A inflação corrói a confiança do governo


Enviado por Ricardo Noblat - 
12.01.2013
 | 
15h03m
ECONOMIA

Crise de confiança na economia (Editorial)

O Globo

Poderia ser melhor o início da segunda metade do mandato da presidente Dilma. Inflação em patamar elevado, pelo terceiro ano consecutivo, conjugada com baixo crescimento, é preocupante, principalmente numa economia em que ainda existem mecanismos de indexação, capazes de criar fortes barreiras de resistência à queda de preços depois de um certo limite de alta e que persista durante algum tempo.
O IPCA fechou o ano passado em 5,84%, mais uma vez distante do centro da meta (4,5%). Nos dois anos anteriores, 6,5% (2011), no limite superior da meta, e 5,91% (2010). Enquanto isso, os juros básicos, instrumento à disposição do Banco Central para conter a inflação, se mantêm no nível histórico mais baixo: 7,25%.
O BC aproveitou de maneira competente a “janela” aberta pelo agravamento da crise europeia e fez um substancial corte nas taxas, o que parecia impossível. Deu certo, mas a questão mais ampla da economia — retomar o crescimento em bases equilibradas — continua em aberto.
Não é apenas a conjugação indigesta de crescimento na faixa de 1% e inflação alta que alimenta desconfianças. O conjunto da obra é que preocupa. Afinal, qual é mesmo a política econômica em curso?
Quando Lula assumiu, em 2003, e manteve a estratégia do tripé — metas de inflação, responsabilidade fiscal e câmbio flutuante —, houve um alívio geral, e, com aquilo, ele garantiu que o país pudesse aproveitar ao menos parte da onda de crescimento sincronizado das grandes economias mundiais, puxado pela China.
Hoje, há quem tema que esta política tenha sido revogada sem anúncio formal — o que aumenta a insegurança. O centro da meta de inflação, por exemplo, parece ter deixado de ser um alvo prioritário. 
Leia a íntegra em Crise de confiança na economia

Puxa vida...! Como é caro o conhecimento acadêmico...20 mil a hora!


sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Palestra de Luiz Fux custou R$ 40.300,00 mil aos cofres públicos de Campos



 Processo Administrativo nº 2012.019.000747-8
Objeto: Inexigibilidade de Licitação
Elementos Característicos: Contratação de profissional de qualquer setor artístico.
Partes: Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima e Conquistar Cursos e Eventos Ltda ME.
Referente: Contratação do ministro Luiz Fux para realização da palestra sobre o tema Reforma do Código de Processo Civil no teatro Trianon.
Preço: 40.300,00

Luz, sombra, habilidade, arte, música, pausas, humor, tudo junto para recordar, refletir, pensar e agradecer!

http://www.stumbleupon.com/su/1axyJm?email=fificanunes%40gmail.com&type=touch-recommend-weekly&variant=default

Se o Brasil tivesse Juízo sofreriaria menos prejuízo... como pagar 136 mil por mês: o preço da falta de pudor de Genoino

136 mil por mês: o preço da falta de pudor de Genoino - Brasil - Notícia - VEJA.com

Congresso

136 mil por mês: o preço da falta de pudor de Genoino

Condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha, petista assumirá mandato na Câmara. Até que o STF o retire de lá, vai gerar mais prejuízo ao país

Gabriel Castro, de Brasília
José Genoino
Mesmo condenado pelo Supremo, petista assumirá vaga na Câmara ( Dorivan Marinho/Folhapress)
O ex-presidente do PT José Genoino, condenado no Supremo Tribunal Federal por corrupção ativa e formação de quadrilha, vai mesmo reassumir o mandato na Câmara dos Deputados. Em 2010, ele não teve votos suficientes para conquistar uma cadeira na Casa, mas ficou na suplência. A espera terminou: Carlinhos Almeida (PT) renunciou ao mandato para assumir a prefeitura de São José dos Campos (SP) e abriu caminho para Genoino, que perderá uma nova oportunidade de demonstrar ao país um pouco de pudor. A posse deve ocorrer no início de janeiro. 
O Supremo Tribunal Federal (STF) já decidiu que os mensaleiros com mandato na Câmara – três são parlamentares da Casa – perderão o mandato. Mas a determinação só será cumprida após o trânsito em julgado do processo do mensalão, o que depende da análise dos embargos apresentados pelos réus. O ex-presidente do PT foi condenado a 6 anos e 11 meses de prisão, que terá de cumprir em regime semiaberto. Juntamente com o ex-ministro José Dirceu e o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares, Genoino formava o núcleo político do maior esquema de corrupção da história brasileira.
Enquanto são julgados os recursos da ação, Genoino, vai poder apresentar projetos de lei, participar de comissões, votar em plenário e discursar na tribuna da Câmara. Terá, também, direito ao auxílio-moradia (3 000 reais), à verba indenizatória para gastos de rotina (27 769 reais) e à contratação de 25 assessores (até 78 000 reais). Receberá, ainda, um generoso salário de 26 723 reais – exatamente o que recebem os ministros do STF que o condenaram. O total do "custo-Genoino" pode chegar a 135 492 reais por mês.
Considerando que Pedro Henry (PP-MT), João Paulo Cunha (PT-SP) e Valdemar Costa Neto (PR-SP) também foram condenados pelo STF e estão cumprindo hora extra na Câmara, o total desperdiçado pode ultrapassar os 500 000 reais por mês.
Em janeiro, o Congresso não vai se reunir um dia sequer. Genoino, portanto, tomará posse para receber sem trabalhar. Como mostrou o julgamento do mensalão, o petista certamente contribui mais ao país quando está ocioso.

Veja notícias pra qualquer um botar defeito ou "mais do mesmo"


Some esses gastos de reforma de apartamentos aos salários dos deputados e veja quanto eles ganham a mais...(?) Ou os 'bobos da corte' somos nós...!


Câmara gasta R$ 280 milhões para reformar apartamentos funcionais

Imóveis de 200 m² destinados aos parlamentares começaram a ser restaurados em 2007, mas ainda há obras em andamento e um novo edital será lançado

12 de janeiro de 2013 | 1h 00
Débora Bergamasco - O Estado de S. Paulo
Banheira equipa todos os apartamentos funcionais reformados em Brasília - Wilson Pedrosa/Estadão
Wilson Pedrosa/Estadão
Banheira equipa todos os apartamentos funcionais reformados em Brasília
Atualizado às 9h15
BRASÍLIA - A reforma dos 432 apartamentos funcionais destinados aos deputados federais vai custar pelo menos R$ 280 milhões aos cofres públicos, segundo estimativas da Câmara - o que equivale a R$ 650 mil para cada imóvel. Até agora, a Casa gastou cerca de R$ 108 milhões com os nove prédios que já passaram ou ainda estão sendo reformados.
Na recauchutagem dos outros nove edifícios devem ser gastos mais R$ 172 milhões - valor que pode subir, porque será feito um novo edital de licitação. Só em banheira de hidromassagem os gastos devem atingir R$ 1,5 milhão. Cerca de 90 deputados estão na lista de espera por um apartamento.
Os primeiros contratos de licitação para as reformas foram firmados em 2007. De lá para cá, seis prédios - com 24 apartamentos cada um - foram entregues depois de atrasos que, somados, extrapolaram em mais de três anos a data prevista para conclusão das obras. Entre os motivos da demora estão problemas com construtoras.
A empreiteira Palma abandonou as obras no meio da execução, sendo necessário fazer uma nova licitação. A Engefort foi à falência e deixou um prédio quase pronto. Agora, a Câmara vai assumir os custos finais e pretende colocar o prédio à disposição já no carnaval ou na Semana Santa. As obras em outros três edifícios estão em fases menos adiantadas, mas estima-se que estejam prontos até agosto.
Desperdício’. O deputado Julio Delgado (PSB-MG), há dois anos na 4.ª Secretaria da Mesa Diretora, é responsável, entre outros afazeres, por providenciar o apartamento funcional ou verba de auxílio-moradia para todos os colegas da Câmara, atender aos pedidos de reparos e acompanhar o andamento das obras. Ele comemora as reformas.
Delgado defende ainda que agora os imóveis, que pertencem todos à União, estão mais valorizados. O cálculo é que valem hoje, em média, R$ 2,35 milhões cada um.
“Quando eu assumi essa função, fiz um levantamento e vi que apenas quase 200 deputados ocupavam os apartamentos funcionais e mais de 300 requisitavam o auxílio-moradia de R$ 3 mil. Isso significa que éramos obrigados a manter vigilância, limpeza e reparos em prédios em que moravam meia dúzia de pessoas. Era um desperdício.” E continua: “Com a revitalização dos prédios, tornamos os funcionais mais atrativos e invertemos esse número: hoje, menos de 200 recebem o auxílio-moradia. E com lista de espera”, afirma.
“Sei que essa história da banheira de hidromassagem vai pegar mal, mas já estava prevista nos editais de licitação muito antes de eu assumir a Secretaria, então eu não tenho nada a ver com isso”, justifica Delgado.
Condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no processo do mensalão, o deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP) já mora em um funcional novo em folha. Os deputados João Paulo Cunha (PT-SP) e Pedro Henry (PP-MT), também condenados pelo mensalão, moram em apartamentos antigos. José Genoino (PT-SP), que era suplente e assumiu a cadeira após o julgamento, já pediu seu auxílio-moradia.
Todas as habitações, de 200 metros quadrados, seguem o mesmo padrão: uma espaçosa sala de estar, que pode ser dividida em até três ambientes; piso de cerâmica; quatro quartos, sendo dois com suíte; cinco banheiros adornados com granito; cozinha planejada com dois ambientes.
Diferentemente dos antigos apartamentos que possuem banheiras simples de cerâmica, as novas moradias foram incrementadas com banheiras de hidromassagem. Algumas delas podem ser controladas por uma tela digital, em que a temperatura da água pode ser regulada, por exemplo. De acordo com o edital de licitação da construtora PW, responsável pela restauração de três blocos, cada um desses utensílios custou R$ 3.395.
Alguns parlamentares não gostaram do luxo e pediram autorização para retirar a banheira, com lugar para só uma pessoa.
Ar condicionado. Deputados tentaram, no ano passado, pleitear com a 4.ª Secretaria a inclusão de ar condicionado nas novas moradas. Mas como o benefício não estava previsto no projeto feito em 2007, a Câmara oferece apenas o “acesso ao ar condicionado”, ou seja, o buraco na parede.
“Quem quiser vai ter que tirar do próprio bolso”, disse Delgado.