Postagem em destaque

Slow Motion Bossa Nova - Celso Fonseca & Ronaldo Bastos

Encante-se ...!

sábado, 8 de dezembro de 2012

Inauguração da nova Arena do Grêmio de Porto Alegre

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/esportes/gremio/noticia/2012/12/fogos-homenagem-ao-olimpico-e-blue-man-group-como-sera-o-evento-na-arena-3976188.html

A festa08/12/2012 | 13h11
Clique para  ouvir o hino do Grêmio criado  por Lupiscínio Rodrigues

Fogos, homenagem ao Olímpico e Blue Man Group: como será o evento na Arena

Grandiosidade foi o principal critério na hora de idealizar o espetáculo de abertura do novo estádio gremista, que vai ter mais de mil artistas, 32 baterias de fogos de artifício, e sobretudo, um forte apelo emocional para os torcedores

Fogos, homenagem ao Olímpico e Blue Man Group: como será o evento na Arena Divulgação/Agência RBS
Festa de inauguração da Arena foi planejada para emocionar o torcedor gremistaFoto: Divulgação / Agência RBS
A cerimônia de abertura da Arena, hoje, começa às 20h 

O amistoso Grêmio x Hamburgo está marcado para as 22h
Quando o diretor Aloyzyo Filho iniciou a discussão da concepção do espetáculo de abertura da Arena com os cenógrafos Mário e Kaká Monteiro, a coordenadora de coreografia Janice Botelho, produtores da DCSet e a diretoria gremista, dois pontos foram escolhidos como primordiais. Primeiramente: nenhuma tecnologia, artefato ou trilha sonora de médio porte seria incluída no espetáculo – tudo deveria ser grandioso. A outra definição marca o que representará os pouco mais de 60 minutos de evento na noite de hoje: será um espetáculo de gremistas para gremistas.
– É tudo grande. Não há nada pequeno – empolga-se o diretor carioca, torcedor do Fluminense. – Será a inauguração da Arena, mas o convidado especial é o torcedor gremista.
A ideia é homenagear a história e a paixão de gremistas pelo clube a partir da história e da paixão de gremistas célebres, como o compositor do hino, Lupicínio Rodrigues, e o goleiro e ídolo Eurico Lara. Quando chegou ao Estado, há oito meses, Aloyzyo impressionou-se com a relação emocional do torcedor com o Grêmio. Passou a conversar com gremistas na rua, no shopping, no hotel onde está hospedado. A cada bate-papo, uma ideia.
Serão cinco blocos temáticos intercalados por queimas de fogos divididas em 32 baterias – a última delas, o ato derradeiro da inauguração, durará cinco minutos e meio –, mostrando desde a gênese gremista, em 1903, até os jogos na Baixada e a despedida do Olímpico, o que deve ser um dos pontos altos da noite. No gramado e nas arquibancadas, mais de mil artistas, entre 820 bailarinos, convidados especiais como Renato Borghetti e Ivan Lins e grandes nomes da história do clube – Milton Kuelle, Danrlei, Arce, Baidek, Tarciso, Jardel.
– O momento em que os ídolos forem trazidos por crianças para o meio do gramado será histórico. Algo para o torcedor lembrar daqui a 50 anos. Será o símbolo do passado e do presente, juntos – sustenta o diretor.
As tradições gaúchas serão destacadas. Mais de 500 bailarinos dançarão a chula em uma música nativista adaptada especialmente para o momento. A Banda dos Fuzileiros Navais executará os hinos Nacional e o Rio-Grandense. E haverá uma peleia no bom e velho estilo gaúcho. Dirigentes e conselheiros serão lembrados antes da partida inaugural contra o Hamburgo e colocarão, pela primeira vez, as redes nas goleiras da Arena. Feito isso, será o momento de descerrar o laço e deixar a bola rolar.
 O roteiro
1º Bloco: Gênese
2º Bloco: A Festa
Performance do Blue Man Group
3º Bloco: É Hoje!
Entrada de acrobatas
Execução do Hino Nacional pela Banda dos Fuzileiros Navais do Brasil
Execução do hino do Rio Grande do Sul pela Banda dos Fuzileiros Navais do Brasil – participação de Renato Borghetti
4º Bloco: A Paixão
Danças típicas gaúchas
Entrada das 48 bandeiras históricas do Grêmio
Performance do Blue Man Group
5º Bloco: O Amanhã
Entrada de ex-jogadores do clube e crianças mosqueteiras
Entrada de conselheiros e operários
Descerramento do laço inaugural
Queima de fogos
Execução do hino do Grêmio pela Banda dos Fuzileiros Navais do Brasil
ZHESPORTES

    As Copas de 2013 e de 2014 ficarão mais caras... Leia

    Blogs e Colunistas
    Por Lauro Jardim
    8:36 \ Esportes

    Mais caro 1

    Maracanã: reajuste no orçamento
    O custo final da reforma do Maracanã será em torno de 1,2 bilhão de reais — e não 850 milhões de reais previstos pelo governo do Rio de Janeiro. Ainda este mês, esse acréscimo será anunciado oficialmente ao TCU, a quem cabe fiscalizar a obra.
    Por Lauro Jardim
    8:03 \ Futebol

    Mais caro 2

    As sedes não querem obedecer a Fifa
    Uma lista de 4 900 exigências apresentadas pela Fifa é a mais nova fonte de atrito entre a entidade e as sedes da Copa das Confederações. A Fifa quer a instalação de vários equipamentos provisórios nos estádios para a competição, como geradores de energia, aparelhos de raio-X, tendas de hospitalidade e cabeamento para redes. O problema é a conta salgada para cumprir os requisitos — cerca de 100 milhões de reais por cidade. Em Pernambuco, por exemplo, o Ministério Público já notificou o governo para não atender a Fifa. As sedes agora tentam reduzir as exigências e querem que a União assuma parte dos gastos.
    Por Lauro Jardim

    Roger Federer é anfitrião em torneio de tênis em São Paulo

    ..Talento e beleza no Ibirapuera em torneio  de tênis

    PUBLICIDADE

    EM FOCO: DUELO DE MUSAS NO IBIRAPUERA

    "Vaquinha companheira" vai ajudar réus do PT pagar multas do Mensalão.


    PT admite 'vaquinha' para pagamento de multas contra réus do mensalão

    Medida é articulada por alguns membros do partido; presidente Rui Falcão afirma que ajudaria caso fosse solicitado

    Durante a reunião do diretório do PT em Brasília, alguns membros do partido indicaram que já trabalham com a possibilidade de fazer um levantamento de recursos para ajudar no pagamento das multas contra os integrantes da legenda que foram condenados no julgamento do mensalão . As multas foram classificadas pelo presidente do PT, Rui Falcão, como “desproporcionais”.
    As multas contra os três petistas condenados no julgamento do mensalão chegam à aproximadamente R$ 1,5 milhão. O ex-chefe da Casa Civl José Dirceu foi condenado ao pagamento de R$ 676 mil; o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares , a R$ 325 mil; e o ex-presidente da legenda José Genoíno, a R$ 468 mil. As multas tomaram como base o entendimento do ministro relator e presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa .
    “São militantes em ações isoladas”, explicou o presidente do PT sobre esse levantamento de recursos para o pagamento de multas contra os réus do mensalão. “Se houver manifestação e se me pedirem, vou contribuir”, disse.
    Nesta reunião do diretório nacional, o partido também evitou aprovar novas cartas ou moções de apoio aos integrantes da legenda condenados no julgamento do mensalão. Apesar disso, o partido ratificou entendimento no sentido de que não concorda com o resultado da chamada ação penal 470 e que esse foi um julgamento mais político do que técnico.
    Em novembro, o PT divulgou uma carta afirmando que o julgamento do STF não foi isento, afirmando que “parte do STF decidiu pelas condenações, mesmo não havendo provas no processo.
    O julgamento não foi isento, de acordo com os autos e à luz das provas”. O PT também criticou o fato de o processo não ter sido desmembrado em favor de Dirceu, Delúbio e Genoíno, como ocorreu com a tramitação do chamado “mensalão do PSDB”, em Minas Gerais.

      Wilson Lima - iG Brasília  - Atualizada às 

      Uma construção que guarda os projetos, as possibilidades, os legados das obras da Olimpíadas do Rio

      Veja o vídeo que conta as possibilidades que podem ativar o futuro da cidade


      Dez matérias para ler e guardar... /// Hypecience

      http://hypescience.com/a-dor-das-palavras-big-bang-arvore-genealogica-humana-a-quimica-do-amor-as-10-melhores-materias-da-semana/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+feedburner%2Fxgpv+%28HypeScience%29

      A dor das palavras, Big Bang, árvore genealógica humana, a química do amor… As 10 melhores matérias da semana

      Reveja os artigos mais curtidos ou com assuntos mais importantes abordados na semana de 03/12/12:



      10 MARAVILHAS NATURAIS POUCO CONHECIDAS
      Listas com as belezas da natureza famosas pelo mundo são comuns. Mas muitas maravilhas naturais são pouco conhecidas, como o Pantanal, no Brasil, que não é muito famoso fora do país, mesmo sendo um lugar esplêndido. Veja dez lugares incríveis que certamente merecem ser visitados.
      OS 5 MAIORES ESCÂNDALOS SEXUAIS DA FÍSICA
      Não são apenas as celebridades do cinema e da televisão que dão material para a mídia sensacionalista: grandes cientistas também já tiveram seu espaço em veículos por conta de escândalos sexuais.
      COMO SABEMOS QUE HOUVE O BIG BANG?
      A Teoria do Big Bang é o modelo científico que explica como o universo chegou a ser como é agora, como ele já foi, e como será no futuro. Mas como é que a ciência pode ter certeza de que o Big Bang aconteceu e vem acontecendo? Que é real? Afinal de contas, ninguém estava lá para ver o Big Bang ocorrer, e ninguém está recriando Big Bangs em laboratório para estudar como ele acontece.
      Veja ainda mais matérias populares da semana, como “Experiência incomum: evangélico finge ser gay durante um ano” e “Os segredos da água-viva imortal”.

      PT quer ficar noivo de uma velha ideologia... e depois casar / blog de Aluízio Amorim

      sexta-feira, dezembro 07, 2012


      PT PREPARA GOLPE FINAL À DEMOCRACIA NO BRASIL

      http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2012/12/pt-prepara-golpe-final-democracia.html

      Está em franco andamento um golpe de Estado no Brasil para implantar um regime comunista do tipo cubano-venezuelano,  a ser desferido por Lula, Dilma, o PT e seus sequazes, incluindo-se aí o PMDB e demais partidos que integram a "base alugada" pela camarilha, que começou com o episódio do mensalão. 

      Quem imagina que o mensalão acabou com a condenação dos mensaleiros pelo Supremo Tribunal Federal (STF) está completamente enganado.


      clique no link se quiser continuar lendo

      Um ensaio sociológico por meio de cães domésticos de Cuba ... / Yoani Sánchez


      Pekinés albino

      perro2
      Se podría hacer una historia social de Cuba de los últimos años a partir de sus perros, de esos animales que pueblan nuestras calles y nuestras casas. No sólo por los cuidados o los maltratos que han recibido, sino también por las razas caninas que la gente ha elegido para compartir su día a día. Recuerdo que hace unos años llegó la moda de los dálmatas –imbuida por Disney con sus 101 cachorros- y después apareció la predilección por los chow chow que ya prácticamente no se encuentran. Confieso que mi delirio son los satos, los chuchos, los sin linaje. Tal vez porque mi falta de pedigrí y de abolengo me hace simpatizar con mascotas igual de ajenas a la genealogía. No obstante sigo con detenimiento cómo los estamentos sociales se expresan también en esos seres de cuatro patas, olfato aguzado y ladrido.
      Detrás de las altas verjas de las mansiones de Miramar bufan los Rotweilers. Tener un perro así es una señal de poder y de excelente status económico. Alimentarlo, sacarlo a pasear y entrenarlo para que destroce al ladrón que salte el muro forman parte de los pasatiempos de sus pudientes propietarios. Son, para estos tiempos, lo que los pastores alemanes representaron en los años ochenta: una raza enérgica para un sector que quiere mostrar su ascenso. Detrás llegan los labradores, con dueños que poseen jardín o piscina y que les compran comida enlatada. Perros que tienen estilista y alguien que los lleva a correr en las mañanas; asiduos a la Quinta Avenida y a los baños de mar. Perros con suerte.
      Pero no crean que a cada zona de la ciudad o a cada sector social le corresponde una especie de mascota u otra. En el solar más deteriorado de Centro Habana puede salirle al paso un hermoso cocker spaniel color champán o un esbelto doberman con cara de pocos amigos. Abundan ejemplos de enormes galgos afganos viviendo en apartamentos sin balcón e incluso he visto un gran danés asomado entre los trozos de lata de una casa improvisada en un “llega y pon”* de La Habana. Los perros elegidos dicen mucho de lo que queremos llegar a ser, de nuestras ansias de grandeza… o de nuestra aceptada pequeñez. Precisamente, una raza diminuta causa furor por estos días en esta Isla, los pekineses de nariz aplastada y cuello corto. Los mejor valorados son los albinos, que se venden al precio de tres salarios mensuales: alrededor de 50 USD por cada cachorro.
      Ayer me he encontrado una de esas “motas de algodón” a la salida de una cuartería en Cayo Hueso. He tenido que reírme por el contraste que hacía su blanquísimo pelaje junto a una tubería albañal rota. Y he salido de allí reflexionando en la historia que se podría contar a través de los perros, en el derrotero nacional que es posible narrar contemplando sus hocicos y sus patas. Una realidad de contrastes que van desde el fuerte tórax de un bóxer del Vedado, hasta el visible costillar del sato abandonado en cualquier calle.
      Barrios improvisados con viviendas precarias hechas de material de desecho

      Vinagre comum para detectar Câncer...


      Médicos na Índia usam vinagre para detectar câncer

      Atualizado em  7 de dezembro, 2012 - 10:51 (Brasília) 12:51 GMT
      Exame para detectar câncer na Índia (Foto Getty Image)
      Casos de diferentes tipos de câncer estão em ascensão na Índia
      Os exames citológicos tradicionalmente usados para detectar a presença de células causadoras de câncer cervical são caros e requerem equipamentos especializados. Por isso, médicos indianos estão usando um método alternativo que tem por base um material inusitado - ácido acético, ou vinagre comum.
      O método - desenvolvido por cientistas da Universidade Johns Hopkins e de outras instituições - está sendo usado em lugares como a aldeia de Dervan, no estado de Maharashtra, onde os médicos improvisaram uma clínica temporária em uma loja vazia.
      Ele consiste em recolher, com a ajuda de uma espécie de cotonete com vinagre, material do colo do útero das pacientes. Se o vinagre fizer o material recolhido ficar branco ou amarelado, há indícios da presença de células pré-cancerígenas.
      Em países como os EUA, o câncer cervical costumava matar mais mulheres do que qualquer outro câncer. Hoje, porém, praticamente não há mortes em muitos países desenvolvidos graças ao exame conhecido como Papanicolau - que permite a detecção precoce e tratamento da doença.
      Na Índia, no entanto, dezenas de milhares de mulheres ainda morrem todos os anos de câncer cervical. "Não é possível para nós oferecer o exame (Papanicolau) de forma tão frequente como no Ocidente", diz Surendra Shastri, do Tata Memorial Hospital em Mumbai.
      A análise do Papanicolau requer um time de especialistas bem treinados e um laboratório bem equipado, mas muitas regiões da Índia não têm nem um, nem outro. "Então, o que podemos fazer?", Shastri questiona. "Não podemos deixar que as mulheres morram."

      Resistência

      Os exames com vinagre são uma resposta relativamente simples e barata a esse dilema. Eles estão sendo feitos como parte de um projeto do Tata Memorial Hospital, de Mumbai, e do Hospital Walawalkar, de Dervan, dirigido pela médica Suvarna Patil.
      Patil diz que quando o teste "alternativo" foi levado para as aldeias, onde passou a ser oferecido gratuitamente, as mulheres indianas não pareciam estar interessadas.
      Muitas achavam o exame incômodo e constrangedor, e um amplo trabalho de conscientização teve de ser implementado para quebrar sua resistência.
      Profissionais da área de saúde visitaram diversas casas com seus computadores e apresentações de PowerPoint - em um país em que, contraditoriamente, há ampla disseminação de alguns equipamentos tecnológicos, mas a qualidade dos serviços básicos ainda é precária.
      Cartazes foram espalhados em ruas e praças e encontros foram realizados com líderes comunitários e estudantes.

      Estratégias

      Ainda assim, como contou Patil, as mulheres não pareciam convencidas da importância do exame.
      Uma tripla estratégia ajudou a arrefecer essa resistência.
      Primeiro, uma equipe feminina de médicas e enfermeiras foi destacada para fazer os exames.
      Segundo, essa equipe passou a oferecer não apenas o teste para detectar o risco de câncer de colo do útero, mas também um check-up total das pacientes, medindo sua pressão arterial, avaliando problemas dentários e ajudando a detectar diabetes e outras doenças que preocupam bastante as mulheres da região.
      Para completar, os homens também passaram a ser recebidos para um check up - e o apoio masculino foi um fator essencial para que as mulheres comparecessem a esses postos de saúde improvisados.
      Essas estratégias ajudaram a causar uma mudança de atitude, que também foi impulsionada pela gradual disseminação de uma percepção positiva sobre os resultados dos exames.
      Segundo Patil, pouco a pouco, as indianas começaram a perceber que ele realmente estava ajudando parentes e conhecidas a vencer o câncer.
      "Elas começaram a ver os resultados. Entenderam que se o câncer é detectado em estado precoce o paciente se recupera bem", disse a médica.
      "Agora, as pessoas estão vindo até nós para pedir que façamos o exame em grupos de mulheres de uma ou outra região."
      * Programa coproduzido pela BBC e a rádio pública americana PRI.